quarta-feira, 12 de abril de 2017

Salsa E Merengue (1996-97)

por Paulo Neto

Tal como a RTP no início dos anos 90 exibiu algumas telenovelas brasileiras aos fins-de-semana (com destaque para "Felicidade", "Despedida de Solteiro" e "Araponga"), a partir de 1997 a SIC também optou por emitir algumas telenovelas aos sábados e domingos. A primeira a ocupar esse espaço da grelha foi "Salsa E Merengue", exibida no Brasil entre 1996 e 1997, que tinha a particularidade de ser a primeira telenovela escrita pelo conhecido actor Miguel Falabella (o eterno Caco Antibes de "Sai De Baixo"), em parceira com Maria Carmen Barbosa, sob direcção de Wolf Maya. Era uma telenovela pela grande dose de humor, embora também abordasse temas sérios como a corrupção e uma das poucas a ter um tema não brasileiro no genérico, o célebre "1, 2, 3, Maria" de Ricky Martin, o primeiro grande êxito internacional do cantor porto-riquenho. Aliás, Martin gravou uma versão especial para a telenovela em que vez de "um pasito pa'lante, Maria", cantava "baila salsa e merengue, Maria". No Brasil, há ainda quem se lembre de "Salsa E Merengue" como a "novela Uepa!".



Arlete Salles (Anabel)

Anabel Muñoz (Arlete Salles) é uma cubano-brasileira, proprietária de um salão de festas na Travessa do Vintém, um bairro típico do Rio de Janeiro. Viúva há vários anos, Anabel tem cinco filhos: o sedutor e ambicioso Valentim (Marcos Palmeira) que gere uma escola de condução, a agitada Remédios (Bia Nunes), a melancólica Amparo (Thaís de Campos), a sensual Assunção (Gabriela Alves) e o simpático António (Alexandre Barillari). Na casa de Anabel vive ainda a sua sogra Imaculada (Estelita Bell). Anabel guarda um segredo: antes de se casar com o pai dos seus filhos, teve um caso com o malfeitor Urbano (José Wilker), de quem teve outro filho que teve de abandonar no hospital por não ter condições para o criar.

Marcelo Antony (Eugénio), Patrícia França (Madalena), Marcos Palmeira (Valentim)

Thaís de Campos (Amparo), Bia Nunes (Remédios), Gabriela Alves (Assunção),
Estelita Bell (Imaculada), Alexandre Barilari (Antonio), Maria Gladys (Nenêm)


Esse filho é Eugénio Amarante Paes (Marcelo Antony), perfilhado por um casal rico, Guilherme (Walmor Chagas) e Bárbara (Rosamaria Murtinho). Para poupar o desgosto da mulher, que deu à luz um nado-morto, Guilherme decidiu levar o bebé abandonado por Anabel e fazê-lo passar pelo filho de ambos. Eugénio tornou-se um homem educado e altruísta, que não julga as pessoas apenas por aquilo que têm, e que se prepara para suceder ao pai no negócio da exploração de minérios. O seu único dissabor é Teodora Bentes da Gama (Débora Bloch), a sua ex-mulher que não se conforma com o divórcio e azucrina-lhe constantemente para retomarem a relação.

Marcelo Antony (Eugénio), Débora Bloch (Teodora), Adriana Garambone (Clarice),
Rosamaria Murtinho (Bárbara), Walmor Chagas (Guilherme)

Numa viagem à estância de Roseira Santa, Eugénio conhece Madalena (Patrícia França) e os dois rapidamente se apaixonam. Para ficar mais perto de Eugénio e para expandir o seu negócio nas artes têxteis, Madalena muda-se para a Travessa do Vintém e Valentim fica interessado nela. Entretanto, Eugénio descobre tem leucemia e precisa de um transplante de medula de um familiar. É então que a verdade vem ao de cima e Eugénio descobre que não é filho de Guilherme e Bárbara. À medida que a história avança, descobre-se que o único que pode salvar Eugénio é Valentim, precisamente o seu rival pelo amor de Madalena.

Cristiana Oliveira (Adriana) e Victor Fasano (Heitor)

Laura Cardoso (Ruth) e Ariclê Perez (Gilda)


Para complicar ainda mais as coisas, existe Adriana Queiroz (Cristiana Oliveira) uma sensual manequim, disposta a tudo para subir na vida, encorajada pela sua mãe Gilda (Ariclê Perez) e a sua tia Ruth (Laura Cardoso). Como tal, envolve-se com Guilherme e alia-se ao sócio deste, Heitor (Victor Fasano) que pretende roubar-lhe a liderança da empresa. Isto para além de também estar metida com o trapaceiro Edgar (Dartagnan Júnior). E como se não bastasse, quando Adriana conhece Valentim, surge uma paixão escaldante entre ambos.

Oswaldo Loureiro (Bolla) e Zezé Polessa (Marinelza)
Alexandre Barillari (Antonio) e Maria Maya (Kelly)
Marcos Oliveira (Candinho) e Stella Miranda (Socorro)

Além da família Muñoz, a Travessa do Vintém é a morada de várias e divertidas personagens: a desbocada Neném (Maria Gladys) entre beijos e turras com Lázaro (Luís Salem); a doceira Dayse (Rosi Campos) que apesar da dedicação do seu jovem e bem-parecido marido Moa (Johnny Rudge), é bastante insegura; Socorro (Stella Miranda) a fofoqueira do bairro, casada com o avarento Candinho (Marcos Oliveira); Walmir Bolla (Oswaldo Loureiro), o manda-chuva do bairro, a sua fogosa esposa Marinelza (Zezé Polessa) e a sua filha Kelly (Maria Maya), externa apaixonada de António. Igualmente divertidas eram as cenas de Teodora com a sua criada arraçada de índia Sexta-Feira (Mara Manzan).

Mara Manzan (Sexta-Feira)
Marques D'Arede (Rodolfo) e Paulo Pires (Vasco)

"Salsa & Merengue" contou ainda com a participação de dois actores portugueses, Marques D'Arede e Paulo Pires, respectivamente no papel de Rodolfo e Vasco Tavares Quintais. Rodolfo é um empresário português amigo dos Amarante Paes que acaba por se encantar por Anabel. Já o seu filho Vasco, aparentemente um rapaz exemplar, é na verdade um bandido, envolvido no tráfico de droga e vai ser mais um que se envolve com Adriana. Do elenco fizeram ainda parte nomes como Cláudio Cavalcanti (Dr. Olavo), Diogo Vilela (Caio), André Gonçalves (Walter), Ricardo Petraglia (Tito), Chico Diaz (Ramiro), Adriana Garambone (Clarice), Mônica Torres (Lídia), Jacqueline Laurence (Eglantine), Juliana Baroni (Inês), Marcos Paulo (Gaspar) e Nelson Xavier (Bento). A actriz Suzana Vieira teve uma participação especial no papel de uma actriz de telenovelas que se refugia na Travessa do Vintém após um escândalo sexual.   

A história acabou por tomar rumos diferentes do que aqueles inicialmente pensados pelos autores, já que o público preferiu Madalena com Valentim e como tal os dois ficam juntos no final. Teodora, inicialmente pensada como a vilã principal, passou a anti-heroína cómica. Numa tentativa de reconquistar Eugénio, faz uma inseminação artificial para o convencer que está grávida dele, mas o plano sai furado ao dar à luz dois bebés negros! Mesmo assim, Teodora acaba de novo ao lado do ex-marido (que recupera da doença), criando juntos os dois gémeos. Elevada a vilã principal, Adriana também acaba bem no fim: consegue a sua parte na herança de Guilherme, com quem entretanto se casara, livra-se das chantagens de Heitor e mantém Vasco como seu amante. Curiosamente o papel de Adriana era para ser de Malu Mader, mas esta recusou por motivos pessoais, sendo esta a segunda vez que Cristiana Oliveira tomava um papel original de Mader, depois da Tatiana de "Quatro Por Quatro".



Embora tenha tido tanto sucesso por cá como no Brasil, a exibição de "Salsa & Merengue" em Portugal ficou um pouco desgastada pelo arrastamento da exibição ao longo de vários meses, por vezes com episódios de três horas, o que acabou por cansar aqueles que acompanhavam a telenovela por cá. No entanto, "Salsa & Merengue" primou pelos diálogos cheios de humor, pela óptima realização e por boas interpretações do elenco. A banda sonora da telenovela gerou três discos: além dos habituais álbuns com os temas nacionais e internacionais da telenovela, foi editado ainda "Bailando Salsa E Merengue" com vários temas de...pois claro, salsa e merengue.

Genérico:


Chamada de elenco:


    

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...