sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Óleo Três Ás Pima (1987)

Para os da minha geração, um dos óleos mais famosos da publicidade será certamente o "Três Ás Girassol", o "irmão" deste "Três Ás Pima", os "óleos das medalhas de ouro" (como neste calendário de 1987).
"Com PIMA, cozinhar é uma festa" na sua cozinha. Dai, os fogos de artifício que ilustram este reclame ao óleo Três Ás "Pima". Cuidado com pirotecnia dentro de cozinhas!
Recorde um anúncio também de 1987, com uma nova embalagem: Pima Óleo Alimentar (1987).
Curiosamente, o anúncio do Pima era rigorosamente igual desde pelo menos dois anos antes, que encontrei numa revista Maria de Abril de 1985:

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Quitoso (1987)

"Quitoso", aquela marca mítica que imediatamente associamos àquelos bichinhos simpáticos que basta pensar neles para sentir comichão na cabeça. Piolhos. Lêndeas. Estão a sentir?
Detalhe da "caixa", ou melhor, de uma ilustração da caixa.

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

"Zombie" The Cranberries (1994)

por Paulo Neto

Graças aos U2 e a Sinead O'Connor, a Irlanda tinha-se tornado no início dos anos 90 uma inesperada potência mundial do rock e um grupo não tardou em aproveitar essa onda de expectativas. Oriundo de Limerick, a terceira maior cidade irlandesa, os The Cranberries eram formados pelos irmãos Noel Hogan (guitarra) e Mike Hogan (baixo), Feargal Lawler (bateria) e pela vocalista Dolores O'Riordan, dona de uma voz tão particular como a de Sinead O'Connor. 


O primeiro álbum da banda "Everybody Else Is Doing With, So Why Can't We?" foi editado em 1992, mas foi só entre 1993 e 1994, enquanto acompanhavam os Suede numa digressão nos Estados Unidos, o tema "Linger" começou a gerar algum interesse nas rádios americanas. 


Quando o videoclip começou a passar na MTV, foi subindo nos tops e aos poucos se tornou um hit internacional, ao ponto de até ter sido utilizado na banda sonora da telenovela brasileira "A Viagem". Neste álbum também estava "Dreams", ainda hoje um dos temas mais populares da banda.  


Entretanto, a banda já tinha em marcha o seu segundo álbum "No Need To Argue", que saiu no final de 1994, onde a banda seguiu por outros rumos. O'Riordan, antes morena e discreta, surgia agora loura e exuberante e o primeiro single não podia ser mais diferente de "Linger", embora se tivesse tornado tão ou mais memorável.
Numa altura em que a Irlanda da Norte ainda vivia o sangrento e aparentemente interminável conflito entre católicos e protestantes e os ataques terroristas do I.R.A. se sucediam, "Zombie" afirmou-se como um novo hino de protesto à violência na Irlanda. Um ataque bombista do I.R.A. em 1993 que vitimou duas crianças serviu de inspiração para a composição do tema. 

Mas a par da mensagem, o sucesso de "Zombie" devia-se ao poder dos riffs da guitarra e sobretudo ao refrão sing-along, talhado para ser cantado a plenos pulmões: "In your head, in your head, zombie, zombie, zombie, eh-eh-eh!". O videoclip realizado por Samuel Bayer (que também fez "Smells Like Teen Spirit" dos Nirvana) onde Dolores O'Riordan aparecia como uma espécie de deusa, toda pintada de dourado, e que continha imagens de soldados britânicos a patrulhar Belfast (convencidos que as filmagens eram para um documentário), também causou grande impacto.


Como na altura eu ainda não era grande fã de rock, esta já era suficiente para ser uma das canções mais "pesadas" que eu mais gostava até então. E confesso que cheguei mesmo a pensar que o refrão era uma espécie de cântico índio, ou algo assim, tipo: "Ih-ah-eeeh! Ih-ah-eeeh!". Foi só ao ouvir uma versão eurodance da canção que consegui perceber a letra.

"Zombie" foi n.º 1 dos tops em França, Bélgica, Dinamarca e Austrália, ganhou o prémio de Melhor Canção nos MTV Europe Music Awards de 1995 e o respectivo álbum foi campeão de vendas em todo o mundo, chegando a dupla-platina em Portugal. Dizia quem tinha o álbum que as letras das canções no folheto do álbum eram difíceis de ler pois apareciam escritas numa caligrafia algo imperceptível. Embora gostasse de "Zombie", confesso que preferia outras faixas como "I Can't Be With You" e sobretudo o bem calminho segundo single "Ode To My Family".




Embora nunca mais tivessem repetido o mesmo sucesso nos Estados Unidos e no Reino Unido, os Cranberries continuaram a ter bastante sucesso no resto do mundo, sobretudo na Europa Continental (especialmente em França), até meados da primeira da década do século XXI, destacando-se temas como "Salvation", "When You're Gone", "Promises", "Just My Imagination" e "Analyse". Depois de uma breve pausa onde Dolores O'Riordan editou dois álbuns a solo e os outros membros da banda dedicaram-se a outros projectos, os Cranberries reuniram-se em 2011 e continuam a actuar um pouco por todo o mundo.  


O Rapaz Do Elefante (1973)


"O Rapaz Do Elefante" (Elephant Boy) foi uma nova adaptação, para TV - depois do filme de 1937 - de um dos contos que compôem o famoso “Livro da Selva”: “Toomai of the Elephants”. Esta série de 1973 , com 26 episódios de 25 minutos de duração, foi uma co-produção da Austrália, Alemanha e Reino-Unido, rodada no Sri Lanka.

O video abaixo é o genérico da França, onde a série se chamou simplesmente “Toumaï”:

O protagonista Toumai (Esram Jayasinghe) é um jovem orfão de 12 anos,  que vive com o seu irmão pequeno Ranjit (Peter Ragell) numa reserva indiana para animais selvagens, e o seu maior amigo é um elefante: Kala Nag, que "herdaram" do seu pai, um condutor de elefantes. Mas quando a reserva muda de mãos, os rapazes são expulsos. Como Kala é propriedade da reserva, os jovens fogem com o seu grande amigo de quatro patas (e tromba) para a selva, e ao longo das suas desventuras e confrontos de animais selvagens e dos homens "civilizados" os dois irmãos demonstram o seu valor, com a ajuda de amigos como Karl Bergen (Uwe Friedrichsen ) e de Suzanne Fraison (Janet Kingsbury).
Na foto abaixo, a descrição de um episódio, aquando da sua exibição na RTP em 1974:


Mais informação: "Toumai - Wikipedia" (em francês).




Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Grande Promoção UCAL - Tarta-Heróis


Juntando os pontos das embalagens "UCAL" (e se optasse por pagar o resto em dinheiro eram necessários menos pontos) o consumidor ganhava vários prémios das Tartarugas favoritas dos pequenos em finais dos anos 80 e inicio dos 90: as "Tartarugas Ninja" ou "Tarta-Heróis" como as superpopulares "Teenage Mutant Ninja Turtles" também ficaram conhecidas em Portugal.
Os prémios incluiam uma série de produtos derivados das Tartarugas Ninja, e em ordem decrescente de pontos necessários para os conseguir: Rádios, piscina, pranchas, raquetes, posters, bóias, bolas, toalhetes, canecas e crachats.

Detalhes de allguns dos prémios:

Note-se a ilustração Rapahel com a bandana e faixas de cor próxima das do Donatello, em vez do tradicional vermelho.

Detalhe abaixo com os produtos da UCAL ilustrados pelas Tartarugas Ninja, leites e iogurtes:

Actualizado:
Recentemente adquiri um calendário de bolso de 1991, relativo à mesma promoção:


Imagem do topo do artigo digitalizada por Mauro Cartaxo.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

Esthetic Center (1987) #2


Um anúncio do "Esthetic Center", este "o segredo das magras" foi visto durante muitos anos em revistas, e esta versão é quase idêntica à versão de 1991.

Veja ou reveja os outros anúncios ao Esthetic Center na Enciclopédia de Cromos:

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Tergom (1987)


Uma bonita cozinha em madeira de carvalho maciço ocupa a maior parte do anúncio. Marca "Tergom"

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Liga de Mulheres (1992)

por Paulo Neto

Sei um pouco das regras do basebol graças a um jogo da consola chinesa que eu tive e de algumas aulas de Educação Física e até compreendo que possa ser um desporto emocionante, mas ainda assim, como para a maioria dos europeus, o fascínio e a devoção dos americanos por este desporto transcendem-me. Daí que são poucos os filmes sobre basebol e futebol americano que conseguem ser êxitos internacionais. Mas em 1992 um filme de basebol foi um inesperado sucesso mundial, quanto mais não fosse pelo elenco que tinha a particularidade de reunir Tom Hanks, Geena Davis e Madonna no mesmo filme.



 "Liga de Mulheres" ("A League Of Their Own" no original) foi realizado por Penny Marshall, baseado em factos verídicos. Em 1943, com muitos dos atletas a combater na Segunda Guerra Mundial, ameaçando a interrupção da liga americana de basebol, Walter Harvey (Garry Marshall), magnata dono dos Chicago Cubs, decide criar uma liga feminina. 

Encarregado de recrutar jogadoras, o olheiro Ernie Capadino (Jon Lovitz) fica impressionado com Dottie Hinson (Geena Davis), uma bela jogadora de uma liga doméstica, que trabalha numa leitaria no Oregon e cujo marido combate na guerra. Ao contrário da sua irmã Kit (Lori Petty), Dottie a princípio não demonstra muito interesse na proposta de jogar na Liga, mas Capadino acaba por convencê-la.



Dottie e Kit partem para os try-outs em Chicago juntamente com Marla Hooch (Megan Cavanagh), uma talentosa mas nada atraente jogadora do Colorado. As três acabam por ingressar na equipa das Rockford Peaches juntamente com duas amigas nova-iorquinas, a desinibida bailarina Mae Morbadito (Madonna) e a desbocada Doris Murphy (Rosie O'Donnell). Também fazem parte da equipa a canadiana Alice Gasper (Renee Coleman), Shirley Baker (Ann Cusack) que é analfabeta, Ellen Sue Gotlander (Freddie Simpson) uma antiga Miss Georgia e Evelyn Gardiner (Bitty Schram) que traz consigo o seu filho Stillwell (Justin Scheller), um fedelho insuportável. Jimmy Duggan (Tom Hanks), uma antiga estrela do basebol caída em desgraça devido ao álcool, é apontado como o treinador.





A princípio, os jogos da liga geram pouco interessante e Duggan passa todo o tempo alcoolizado e deprimido, sem cumprir as funções de treinador. Mas aos poucos, as jogadoras da Liga, em especial Dottie, acabam por impressionar e a afluência aos estádios é cada vez maior. Impressionado, Duggan acaba por tomar as rédeas da equipa, tornando as Peaches na equipa-sensação. Porém, Kit, frustrada por estar sempre na sombra da irmã, revolta-se e as duas zangam-se, acabando Kit por ser transferida para a equipa das Racine Belles. No jogo final do playoff, as Peaches e as Belles medem forças num jogo animado que acaba de forma dramática. 

Com uma história misto de comédia dramática, chick-flick e filme de época e interpretações seguras de todo o elenco (foram raros os recurso a duplas), "Liga de Mulheres" é talvez o mais popular filme de basebol, fora da América. Geena Davis (recrutada à última hora após o abandono de Debra Winger) vivia o período mais áureo da sua carreira, Tom Hanks estava prestes a receber dois Óscares consecutivos e até Madonna, que como actriz tem reunido bem mais assobios do que aplausos, teve aqui uma das suas prestações mais elogiadas. E foi Madonna quem cantou o tema do filme, "This Used To Be My Playground"
O filme chegou a ser adaptado para uma série de televisão em 1993, com alguns dos actores do filme a recuperarem os seus papéis, mas foi logo cancelada.

Trailer:



"This Used To Be My Playground" Madonna



   


       

Slimming Center (1987)

Mais um anúncio direccionado a quem quer perder peso, mas sem se esforçar para isso. "Slimmin Center".
Desconfiem de coisas que afiançam ser "completamente natural".


Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

O Zoo Gang (1974)



Estreada na RTP em 21 de Outubro de 1974, a série britânica “The Zoo Gang" (com a estranha "tradução" de "O Zoo Gang") tinha apenas 6 episódios e uma premissa interessante: quatro antigos membros da resistência durante a Segunda Guerra Mundial, com nomes de código de animais (dai o título): O Tigre (Barry Morse), O Leopardo (Lili Palmer), A Raposa (Brian Keith) e O Elefante (John Mills), encontram-se 30 anos depois para conseguir vingança contra o traidor O Lobo que os denunciou à terrível Gestapo, e para burlar criminosos e burlões e usar o dinheiro para boas causas.

Programação TV de 21 Outubro 1974 in Diário de Lisboa.

A série foi adaptada de um livro homónimo (por Paul Gallico em 1971), e o tema instrumental do genérico da autoria de Paul e Linda McCartney (Zoo Gang) [video].

O Genérico Inicial:



Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Catch Kandy (1973)


Apesar de na programação de TV (de 21 de Outubro de 1974) vir assinalado como “Catch Candy”, “Catch Kandy" era uma série juvenil australiana de 1973, composta por 13 episódio de 30 minutos cada.
O genérico inicial de "Catch Kandy":


Excerto das filmagens do episódio piloto:

Catch Kandy (Jann Ramel) e a sua irmã Kate (Jacqueline Foley) são dois orfãos em fuga, depois de acreditarem que mataram o tio abusivo com quem viviam, quando Catch o ataca com uma frigideira na cabeça. Assustados, escondem-se no Taronga Zoo - em Sidney - no habitat dos ursos, enquanto o tio procura por eles. Uma das pessoas que os ajuda a fugir da policia é Cristian (Shane Porteous). E pouco mais detalhes são possíveis de encontrar online.

Lista dos Episódios: "AustralianTelevision".


Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

Cruz de Agadès (1987)


O corpo do texto do anúncio começa com estilo "1000 e uma noites", mas a estorinha serve apenas para introduzir a "lenda" de mais uma charlatanice: a "Cruz de Agadès". Como sempre, clique sobre a imagem para ver melhor os detalhes.

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Confissões de Adolescente (1994-96)

por Paulo Neto

Mais uma das diversas séries juvenis que passaram na TVI nos anos 90, tendo esta a aliciante de ser falada em português. "Confissões de Adolescente" começou por ser um livro, publicado no Brasil em 1992 pela actriz Maria Mariana, baseada nos escritos dos seus diários durante a adolescência. O livro seria mais tarde adaptado a uma peça de teatro e depois a uma série televisiva que teve duas temporadas exibidas no Brasil entre 1994 e 1996. A TVI exibiu a primeira temporada em horário nobre em 1995 (a segunda também seria transmitida posteriormente uns anos depois mas passou despercebida).



A premissa da série era bem simples: se viver com uma adolescente já é complicado, viver com quatro é de ir aos arames. Que o diga Paulo (Luiz Gustavo)! Divorciado de Helena (Marieta Severo) e viúvo de Lúcia, Paulo tem a seu cargo quatro raparigas adolescentes.
Diana (Maria Mariana) de 19 anos e Bárbara (Georgiana Goés) de 17 anos, são filhas do primeiro casamento de Paulo, e Carol (Deborah Secco na primeira temporada, Camila Campucci na segunda) de 13 anos, das segundas núpcias com Lúcia. Com ele também vive a sua enteada Natália (Danielle Valente) de 16 anos, filha de uma relação anterior de Lúcia, mas que Paulo criou e que ama como se fosse sua própria filha.

Como seria de esperar, as quatro adolescentes vivem todos os dramas típicos da idade. Diana estuda jornalismo, é inteligente e responsável mas nem por isso consegue evitar algumas situações complicadas. Bárbara é espalhafatosa e artística, e não tem nenhuma certeza sobre o que quer ser na vida. Natália é tímida, sensível e frágil, complexada pelas suas inseguranças, pela morte da mãe e o abandono do pai biológico. E Carol sofre uma agitada transição de menina para mulher, por vezes pautada por momentos de rebeldia e insubordinação.     
Ao longo da série eram tratados temas como o primeiro beijo, a menstruação, o sexo, a delinquência, as dietas, a droga, as amizades, as dificuldades financeiras, os problemas na escola e nos rumos a seguir na vida adulta, sempre com um bom equilíbrio entre humor e drama. Por todos estes sucessivos dramas, o apoio mútuo entre as quatro irmãs (e algum tough love por parte do seu pai) vai ajudando-as a crescer.



Na altura, Portugal já conhecia Maria Mariana de telenovelas como "Lua Cheia de Amor" e "Pedra Sobre Pedra", mas Georgiana Goés, Danielle Valente e Deborah Secco eram desconhecidas. Talvez por isso, estas três vieram a Portugal promover a estreia da série.
Desde então como se sabe, Débora Secco tornou-se uma estrela das telenovelas e a sua vida privada foi amplamente esmiuçada na imprensa brasileira. Também vimos Georgiana Goés nas telenovelas "A Próxima Vítima", "Vira-Lata" e "O Amor Está No Ar" e Danielle Valente em "Perdidos de Amor", mas desde então ambas têm feito sobretudo seriados, filmes e peças de teatro. Maria Mariana dedica-se actualmente ao guionismo.

A peça que inspirou a série também já foi adaptada e levada à cena em Portugal, onde participaram actrizes como Margarida Vila-Nova, Inês Castel-Branco, Joana Solnado e Vera Kolodzig
Já este ano, estreou no Brasil a versão cinematográfica da série, com participações especiais das quatro actrizes que tinham protagonizado a série nos anos 90.

Primeiro episódio:


Nulogen (1987)

Publicidade ao anticoncepcional "Nulogen".

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Fórmula 8 (1987)


Este "Fórmula 8" não tem nada a ver com a "Fórumla 1". Em vez de carros de alta velocidade era um suposto "super-plano para recuperar a linha"....

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Blocos Publicitários TVI (1994, 1995, 1998)

por Paulo Neto


Como este mês, a Enciclopédia vai dar especial destaque à programação dos primórdios da TVI, vale a pena analisar alguns blocos publicitários da estação de Queluz de Baixo. Mas ao contrário do que foi feito nos dois textos publicados neste blogue sobre a publicidade na SIC (um de 1993 e outro de 1997), desta vez iremos analisar blocos de diversos anos. Começamos com um de 1994, quando a TVI ainda se designava por "a 4".


0:00 Uma breve imagem de Olga, a concorrente de "O Jogo do Ganso" que teve uma prova final em Lisboa, acompanhada por Júlio Isidro e os comentadores portugueses do concurso, Maria de Lima e António Cordeiro.
0:02 Através do vidro de uma garrafa de Vodka Smirnoff, uma mulher misteriosa pode ser uma medusa e um gatinho preto uma pantera negra. É a pura loucura!
0:15 Lia Gama e Nicolau Breyner dão a cara por este anúncio da Associação de Doentes com Lúpus.
0:31 Concerto de Waltraud Mayer, "considerada a melhor intérprete actual de Wagner", no Centro Cultural de Belém
0:42 Um algo bizarro anúncio aos produtos Becel onde pilhas de jornais cujas manchetes falam dos perigos do colesterol e das doenças cardiovasculares alternam com imagens ternurentas de um pai e duas crianças numa quinta de cavalos.
1:14 Faltavam 3 dias para o dia 20, "uma data de surpresas"? Presumo que esse dia 20 o dia 20 de Fevereiro de 1994, dia do primeiro aniversário da TVI.
1:27 Um rapaz saca de uma embalagens de Donettes numa paragem de autocarro e de repente, vêem-se vários jovens escondidos em redor, aspirando a deitar a mão e ferrar o dente num dos Donettes. (Ainda se vendem?)
1:52 Uns cereais de boa memória: o Trio da Nestlé que trazia na embalagem os sobrinhos do Pato Donald.
2:03 A super hipoteca do extinto banco BCI.
2:11 Animação em claymotion protagonizada por duas dentaduras com olhos. Uma delas toma sempre uma pastilha Endekay V6 (não me lembro de todo destas pastilhas) depois de dar ao dente enquanto a outra, que não as toma, fica com os dentes mais podres e um deles até cai.
2:41 Este anúncio é sobejamente conhecido, o da senhora de idade que dá uma animada festa na sua casa , até que de repente a filha telefona-lhe a dizer que vai visitá-la. A senhora rapidamente enxota os seus amigos e limpa a casa com Pronto e ainda vai a tempo de se fazer recatada e séria quando chegam a neta e a filha que lhe recomenda que devia divertir-se mais.
3:11 Outro anúncio memorável, o do miúdo que come um chocolate Nestlé e imagina-se dentro da maquinaria do relógio de cuco do seu quarto.
3:47 Num epílogo ao anterior anúncio do Pronto, a mesma idosa velhaca vangloria-se ao telefone de que seus familiares não deram por nenhum vestígio da farra e combina uma nova festa.
3:52 Também me recordo bem este anúncio, onde num liceu tipicamente americano, vários adolescentes louvam os efeitos do Clearasil contra esse terrível mal da adolescência que é a acne (que me atacou algo tardiamente aos 19 anos!)
4:15 Breves imagens de David Hasselhoff em "O Justiceiro" que na altura a TVI exibia em versão "dublada" em brasileiro ("Kitchi, venha mi buscá!")
4:21 Anúncio a duas óperas em cena no Centro Cultural de Belém: "A Vida Como Um Idiota" de Albert Schnitke e "O Nariz" de Shostakovich.
4:38 Testemunho verídico do Dr. Fernando Vilarinho sobre o Crédito de Habitação do Banco Pinto e Sotto Mayor.
5:08 Com o boom dos desportos radicais na primeira metade da década de 90 (quando ainda eram praticamente uma novidade em Portugal), havia bastante anúncios a explorar esse universo. Foi o caso deste, em que quatro adrenaline junkies gabam-se de terem feito as actividades mais radicais, excepto provarem Pepsi Max!
5:38 Um campo verdejante ilustra este anúncio aos ultracongelados Frip, uma marca que na altura tentava desafiar o domínio da Iglo.
5:53 Um prato cheio de bolachas Chiquilin esvazia-se rapidamente, com tanta gente a querer deitar-lhe a mão.
6:04 Tal como a sua concorrente Levi's, volta e meia a marca de jeans Lee também tinha alguns anúncios de elevado factor de virilidade, como este de um homem que, numa noite escura e chuvosa, para salvar um touro que caiu num rio.
6:35 Foi devido a anúncios da Ariston como este que o tema "Limelight" do Alan Parsons Project ficou nos ouvidos de muita gente.
7:08 A terminar, o anúncio a uma entrevista na TVI a António Guterres, que na altura já não escondia as suas aspirações de ser primeiro-ministro, o que viria a acontecer no ano seguinte.


Agora um bloco de Abril de 1995, com um novo logótipo:
0:03 Se havia anúncios onde já há algum tempo não era chocante haver mulheres de seios desnudados eram os de produtos para o banho, como é o caso deste do Nivea Body Milk.
0:24 Um simpático petiz caixa-de-óculos é o protagonista deste anúncio a uma nova atracção do Jardim Zoológico: o espectáculo Baleias, Tubarões & Companhia.
0:43 Do que fala um grupo de mulheres quando se junta? De detergentes capazes de tirar nódoas de vinho e chocolate à primeira vez, como é evidente. Pelo menos de acordo deste anúncio ao Skip.
1:28 A revista TV Mais comemorava a chegada da primavera com um concurso onde os leitores poderiam ganhar dois sensacionais jipes. Durante muito tempo, fui leitor assíduo desta revista até esta, tal como as outras publicações do género (incluindo a insuspeita TV Guia), terem passado a ser mais revistas de fofocas do que de televisão.
1:39 Um jogo de ténis ilustra todas as qualidade dos primeiros televisores Pal Plus da Nokia, uns precursores dos widescreen.
1:59 Um lavrador espera pacientemente que a sua plantação dê ansiados frutos e vegetais. Mas talvez fosse melhor ideia ir entretanto comprar produtos frescos no Jumbo.
2:20 Um pobre actor vestido de garrafa de Orangina aos pulos pede incessantemente para ir embora, mas parece que a prioridade dos anunciantes é relevar as qualidades da bebida.
2:40 Gosta de queijo flamengo mas não quer ficar redondo como um? Então o queijo flamengo Linea com menos 30% de gordura era uma boa opção.


Por fim, um bloco de 1998, de novo com um novo logótipo (o último antes do actual, que surgiu em 2000)
0:00 Logo a abrir uma chamada para a exibição da mítica série "Seinfeld".
0:08 Um dos famosos anúncios do Martini com o Martini Man original, neste caso envolvendo-se em loucuras (literalmente) gráficas com duas beldades listradas. O modelo inglês (cujo nome não recordo) que encarnava a personagem esteve no Portugal Fashion de 1997 e muito mulherio ficou desapontado por ele sem óculos escuros parecer mais aquele vizinho jeitoso do prédio ao lado do que um bonitão sofisticado. 
0:53 Ele há gente que usa o pé para matar baratas, mas a grande actriz brasileira Fernanda Montenegro usa a cabeça, utilizando Raid.
1:01 Foi por esta altura que as batatas fritas Pringles chegaram a Portugal e logo cativaram pelo seu sabor, que era assaz razoável, pela sua forma curva e polida e pela sua caixa de tubo que possibilitava ao seu consumidor poder fingir-se um membro dos Stomp, como demonstra este anúncio. E claro está, havia o mítico slogan: "Quando fazes pop, já não há stop!"
1:32 Uma então ainda pouco conhecida Maria João Bastos protagoniza aos iogurtes Mimosa, onde não falta uma sugestiva lambidela à colher.
2:03 Outro famoso anúncio, este o das bolachas Chipmix (ainda hoje umas das minhas favoritas) onde um rapaz de cabelo comprido prefere atirar-se de pára-quedas de um penhasco a partilhar as bolachas com os amigos. (No final, uma menção especial à nova variedade com sabor a côco, que creio que não esteve muito tempo no mercado, pelo menos actualmente só se vêem as originais e as de chocolate).
2:23 Continuando a tradição de usar bonequinhos em anúncios a produtos de limpeza (uma herança duradoura dos Glutões do Presto), dois bonecos brancos com capacetes de astronauta e bonés vermelhos são as estrelas deste anúncio do CIF Líquido Vinagre.
2:53 A Compal promovia um concurso com prémios aliciantes: dois Ford Galaxy, seis viagens ao Club Med e seis contas bancárias de 500 contos cada (cerca de 2500 euros).
3:03 Passado e modernidade fundem-se de forma bastante cómica e curiosa neste anúncio do OMO Máquina onde se recria a sequência inicial do mítico filme "A Aldeia da Roupa Branca" e nem sequer falta uma look-alike de Beatriz Costa.
3:48 Um breve mas animadíssimo anúncio ao molho Whisky Cocktail da Calvé.


 

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Casa Pack (1987)


Papel de alumínio, película aderente ou sacos para alimentos são coisas que nos anos cromos pouco vi cá em casa e que associo a visitas de estudo ou piqueniques para guardar as sandes com carne assada ou queijo, etc. No dia-a-dia usavamos guardanapos normais para embrulhar paposecos e afins. O drama do lanche do pão com marmelada ou queijo fundido com bocadinhos de papel agarrados. A marca "Casa Pack", além dos produtos alumínio e pelicula em rolo, dos sacos multi-uso e especiais para congelar, tinha disponível para quem enviasse 4 tiras picotadas das embalagens um livro de 48 páginas "Conservar e Congelar".

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Bingo das Compras (1987)


"Bingo das Compras" com "63 fabulosos prémios" que incluiam os seguintes prémios para os 3 primeiros classificados:
1 - Um Renault Supercinco GTI;
2 - Viagem de 7 dias a Miami;
3 - Televisão a cores e video Singer, máquina fotográfica Kodak VR K4A.

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Picket Fences (1992-1996)

por Paulo Neto

Bem-vindos a Rome, uma pequena cidade do estado de Wisconsin. Aparentemente parece ser apenas uma pacata cidadezinha americana, mas na verdade por lá podem acontecer todos os tipos de crimes e disputas legais (para além de um ou outro acontecimento bizarro). É a cidade onde se desenrolava a série "Picket Fences" vencedora de dois Emmys para Melhor Série Dramática e que passou na TVI nos anos 90.



O xerife Jimmy Brock (Tom Skerritt) é o xerife de Rome, e dadas todas as incidências inusitadas que ocorrem na cidade, nunca tem mãos a medir. Brock é casado em segundas núpcias com a médica Jill (Kathy Baker) de quem tem dois filhos: Matt (Justin Shenkarow) e Zach (Adam Wiley). Kimberly (Holly Marie Combes), filha do seu primeiro casamento, também vive com eles.
Os agentes que ajudam o Xerife Brock, Maxine Stewart (Lauren Holly) e Kenny Lacos (Costas Mandylor) protagonizaram ao longo da série a típica história de atracção mútua com avanços e recuos. Carter Pike (Kelly Connell) é o médico legista que sonha em também ser agente. Douglas Wambaugh (Fyvush Finkel) é o advogado arrogante e intrometido e Henry Bone (Ray Waltson) é o juíz a quem pertence  sempre a última palavra em tudo o que se passava na cidade e que toma as suas decisões mais pela sua conduta moral do que propriamente pela lei.



A cidade Rome também se destacava por estar sempre a mudar de mayors pelos mais diversos motivos: vítima de combustão espontâneo, ter entrado em filmes pornográficos, assassinados por familiares e até Jill Brock perdeu a sua oportunidade de passar presidente interina a oficiosa ao ser presa por um caso de eutanásia a um paciente. O cargo foi finalmente ocupado por Laurie Bey (Marlee Matlin), uma assaltante que roubava bancos para dar aos pobres, a quem foi oferecido o cargo de mayor como parte da sua sentença de 3000 horas de serviço comunitário.

Ao longo das quatro temporadas da série foram abordados temas como o racismo, transsexualidade, poligamia, adopção homossexual, pedofilia, date rape, ética médica, aborto, criogenia e religião. Lembro-me também de um episódio em que Pike declara morte uma cantora que tinha tropeçado e engolido o microfone, mas afinal ela estava viva (e os dois têm sexo!). Numa altura onde as crossovers entre séries ainda eram pouco vistos, Picket Fences teve um episódio crossover com a série "Chicago Hope - Médicos Sem Fronteiras". Também havia planos para haver outro episódio crossover com os "Ficheiros Secretos", mas como os respectivo canais não deram o aval, cada série limitou-se a criar um episódio com a mesma plotline: experiências genéticas em vacas.


A primeira temporada da série ainda teve o título português de "Farda e Coração" mas a partir da segunda temporada, optou-se por manter o título original. Na segunda temporada, a TVI promovia um espaço de debate, intitulado "Picket Fences - Casos Em Directo" e moderado por Rita Stock, onde se debatia um tema abordado no episódio que acabava de ser transmitido. Recordo-me particularmente que após o episódio onde uma mulher bastante obesa era suspeita de ter assassinado o marido, entre os convidados para o respectivo debate eram duas conhecidas estrelas televisivas XXL da altura: Heloísa Miranda e a Paulina do "Muita Lôco".

Apesar da sua trama por vezes bem bizarra, "Picket Fences" era uma série bem elaborada, com boas interpretações de todo o elenco e que instigava à reflexão de vários temas fracturantes da sociedade, quer na América quer em Portugal.      

Trailer (2.ª temporada):



       

Colecção Iniciação (1987)

Série "Iniciação" - editada pela "Impala" - composta de meia dúzia de livros "destinados às crianças de pré-escola e dos primeiros anos da primária". Os títulos da colecção "Iniciação": "Aprender com os animais"; "Jogos Divertidos de Cálculo", "Primeiros Exercícios de cálculo", "Primeiros Exercícios de Escrita", "Preparado para a escola" e "Primeiras Palavras". Clique osbre a imagem para ver melhos as capas dos livros.


Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Optocentro (1987)

Um anúncio com tanto texto só podia servir para testar a acuidade visual dos leitores e potenciais clientes "Optocentro", que nesta página publicitava "a ultima geração" das suas lentes de contacto.

Publicidade retirada da revista Maria 428, de 21 a 27 de Janeiro de 1987.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

California Dreams (1992-1996)

por Paulo Neto

Longe ainda de conceber morangos e afins, várias séries juvenis passaram pelos ecrãs da TVI nos anos 90, das quais as mais lembradas são "Já Tocou" e "Parker Lewis", já abordadas na Enciclopédia. Outra série que recordo desse período é "California Dreams", dos mesmos produtores de "Já Tocou", que relatava as aventuras de um grupo de adolescentes que formam uma banda. A série teve cinco temporadas entre 1992 e 1996, mas em Portugal só passaram as duas primeiras, exibidas em 1994 e 1995.


Apaixonados por música, os irmãos Matt (Brent Gore) e Jenny Garrison (Heidi Noelle Lenhart) decidem formar uma banda com os seus amigos Tiffany Smith (Kelly Packard) e Tony Wicks (William James Jones), chamada precisamente California Dreams. Sly Winkle (Michael Cade), um amigo deles perito em esquemas para fazer dinheiro fácil, assume-se como o manager da banda. A série narrava as peripécias dos elementos da banda, entre a vontade de vingarem no mundo na música e terem que lidar com os problemas típicos da adolescência. Na primeira temporada, a acção focava-se sobretudo no núcleo da família de Jenny e Matt, com os seus pais Richard (Michael Cutt) e Melody (Gail Ramsey) e o irmão mais novo Dennis (Ryan O'Neill) a terem um papel preponderante na trama.




Porém na segunda temporada, a série focou sobretudo nas interacções no seio do grupo de amigos. Surgiram também duas novas personagens, Jake Sommer (Jay Anthony Franke), o bad boy cujo talento para a guitarra torna-o no quinto elemento da banda. Jake começa por interessar-se por Jenny mas acaba a namorar com Tiffany, apesar de terem personalidades diferentes. Quando a meio da temporada, Jenny parte para Itália para estudar música, Samantha Woo (Jennie Kwan), uma estudante de intercâmbio de Hong Kong que vai viver com os Garrisons e que costuma falar pelos cotovelos, torna-se a nova vocalista.


Tal como "Já Tocou", "California Dreams" estava cheia de situações hilariantes e até de algum nonsense, mas também abordou temas sérios como o racismo, a droga, o divórcio e a ganância. A série teve mais três séries que não chegaram a ser exibidas cá e teve mais mudanças de elenco, com apenas Kelly Packard, William James Jones e Michael Cade a marcarem presença em todas as temporadas. Com o seu típico ar loira californiana, Packard viria mais tarde a integrar o elenco de "Marés Vivas".

Genérico (1.ª temporada):

Genérico (2.ª temporada):

1.º episódio:

Reunião do elenco no programa de Jimmy Fallon (2010):

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...