domingo, 23 de Novembro de 2014

Cicciolina na Assembleia da República (1987)



A Internet é mesmo um reservatório de memórias! Recentemente deparei-me com este vídeo da comunidade de Facebook "Tesouros da TV Portuguesa". Estou chocado - não pela exibição dos seios de Cicciolina (aka Ilona Staller, aka Elena Anna Staller), a na altura deputada do italiano Partido Radical - mas por não ter memória deste evento! Em 1987, tinha apenas 8 anos, mas já era um míudo atento aos assuntos da vida política. Basta ver que no ano anterior rabisquei a porta de casa com slogans das campanhas de Mário Soares e "Foreitas" do Amaral. Espero sinceramente que me tenham dado umas bolachadas por causa disso.

O Palácio de S. Bento, a casa da Assembleia da República Portuguesa tem sido palco das mais diversas situações além de debates, tais como discussões acesas, ministros a fazerem corninhos, anedotas de gosto duvidoso, mas em 19 de Novembro de 1987, deve ter sido a primeira e última vez que seios foram descobertos em público (embora fora da câmara principal) qual  versão mais atrevida do busto da república francesa (ou mesmo da portuguesa).



A deputada poetisa Natália Correia não perdeu a oportunidade de dedicar um poema ao acontecimento e o seu impacto na ala mais conservadora e púdica da política portuguesa. Encontrei o texto no blog "Folha de Poesia":
"Estava o Parlamento em tédio morno
Do Processo Penal a lei moendo
Quando carnal a deputada porno
Entra em S. Bento. Horror! Caso tremendo!

Leda à tribuna dos solenes sobe
A lasciva onorevole Cicciolina
E seus pares saudando ali descobre
O botão rosado da tettina.

Para que dos pais da Pátria o pudor vença,
Do castro bracarense o verbo chispa:
«Cesse a sessão em nome da decência
Antes que a Messalina mais se dispa.»

Mas - ó partidas que prega a estatuária! -
Que fazer no hemiciclo avesso ao nu
Ali ostenta sem pudor nenhum?

Eis que o demo-cristão então concebe
As vergonhas velar da escultura.
Honesta inspiração do céu recebe
E moção apresenta de censura:

«Poupado seja à nudez viciosa
O olhar parlamentar votado ao bem.
Da estátua tapem-se as partes vergonhosas.
Ponham-lhe cuequinhas e soutiens.»"

Cicciolina abraça Natália Correia

As provas do "crime":


A "Rua Sésamo" podia ter usado as imagens para ensinar a contar:

Ou então se calhar, não...

Provavelmente o dia mais excitante da vida da Assembleia da República.

Naturalmente, a imprensa agarrou a história.
Uma reportagem da RTP, com as imagens 'ao vivo' e a cores, não censuradas:

 

E na imprensa escrita, uma descrição dos acontecimentos protagonizados pela "pornodeputada" e o "jogo do empurra" sobre a responsabilidade do convite que deu origem a esta "pedrada no marasmo da sessão":
"Diário de Lisboa" [20 Novembro 1987]
"Diário de Lisboa" [20 Novembro 1987]
A visita a Portugal devia-se à outra carreira de Cicciolina, a de cantora, com actuação no Coliseu dos Recreios,e a imprensa também lhe dedica algumas palavras: "Cicciolina descobre: homens portugueses são muito tímidos."
"Diário de Lisboa" [20 Novembro 1987]
"Diário de Lisboa" [21 Novembro 1987]
 Tenho pena do sentinela, que nem pode olhar...


Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

sábado, 22 de Novembro de 2014

Socidel (1982)

Curiosamente, nos desenhos é um homem de idade que pratica as modalidades normalmente associadas com a juventude radical, publicado numa revista direccionada aos mais jovens.
"Presente em todas as modalidades desportivas"

Anúncio retirado das revista "Sport Billy" Nº 8 (de 1982). Imagem editada por Enciclopédia de Cromos. Créditos ao uploader original.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Tintin On The Moon - Spectrum (1989)


Livremente baseada nas bandas desenhadas "Objectivo Lua" ("Objectif Lune") e "Explorando a Lua" ("On a marché sur la Lune") das famosas aventuras de Tintin, este videojogo "Tintin On The Moon" foi lançado em 1989 para a plataforma Spectrum. Os títulos são auto-explicativos, mas basicamente, Tintin - o herói criado por Hergé - tem que salvar os seus amigos, prisioneiros do Coronel Jorgen. E para cumprir o objectivo, Tintin tem que chegar à Lua, ultrapassando obstáculos como asteróides e naves inimigas na primeira fase estilo shoot-em up, seguido por uma fase ao estilo plataforma. Para mais detalhes, vejam o video mais abaixo.

A capa frontal da caixa do jogo:

Junto á caixa, as instruções e a cassete com o jogo propriamente dita:


Vídeo do decorrer do jogo:


O site "World Of Spectrum" tem uma página dedicada ao jogo, com detalhes técnicos, ficheiros para download e recortes da imprensa e publicidade:"WOS - Tintin On The Moon"

Estas imagens foram capturadas e enviadas pelo meu caro sócio do CINE31, o Bruno Duarte, ao qual agradeço! Recordo novamente o site dele, o Grand Temple, onde o Bruno fala de cinema e tem "Videos Caseiros de Qualidade Duvidosa". True story!

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

Armazéns do Chiado (1982)

Neste anúncio de 1982, os "Armazéns do Chiado" tentam alcançar o público mais jovem (visto que é uma revista de BD para os mais novos) com uma linguagem mais directa e "moderna". Nada contra, mas parece um velhote a tentar ser fixe à força: "Olá Juventude! Convidamo-los a virem à descoberta dos Armazéns do Chiado, temos tantas coisas giras para vocês". Pontos pela utilização de "coisas giras"! Entre essas coisas giras constam: vestuário, calçado, fatos de treino, tudo para desporto, relógios, fabulosa discoteca, modernas capas para chuva, jogos e brinquedos. Segue-se um alerta: "ATENÇÃO! Aproxima-se a abertura das aulas, nós já estamos preparados para os receber" E rematam: "Venham até cá. Os preços do Chiado também são para vocês!"

Anúncio retirado da revista "Sport Billy" Nº 6 (de 1982). Imagem editada por Enciclopédia de Cromos. Créditos ao uploader original.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Dragão 5 (1982)



Tenho ideia de ter lido na minha adolescência algum dos títulos desta colecção "Dragão 5", o que era inevitável, visto a minha obsessão com ficção-científica. Esta série de novelas de "aventuras no espaço" direccionadas às crianças, têm o título original de "Dragonfall 5" e foram escritas pelo britânico Brian Earshaw entre 1972 e 1979. As capas foram ilustradas por Simon Stern, segundo a Wikipedia e a Rede de Bibliotecas de Lisboa. Acredito, apesar de as ilustrações em inglês de edições diferentes terem um estilos de ilustração completamente diferente. A capa acima é de "Dragão 5 no planeta das florestas".
O assunto dos livros? Basicamente, uma familia de quatro humanos e suas mascotes viajam a bordo do "Dragão 5", uma velharia em forma de nave, que usam para transporte de bens e passageiros entre vários planetas. Presumo que devido a acontecimentos inesperados, surjam aventuras!

Este anúncio usa os heróis da própria revista do Sport Billy, que é um herói extraterrestre, para recomendar esta colecção: "Giríssima! Já li os quatro primeiro títulos, e sei que vão publicar mais!". E os números publicados estão listados a seguir:
"Dragão 5 e o Planeta Deserto" - Dragonfall 5 and the Empty Planet (1976)
"Dragão 5 e os Raptores"- Dragonfall 5 and the Hijackers (1979)
"Dragão 5 e os Cow-Boys do Espaço" - Dragonfall 5 and the Space Cowboys (1972)
"Dragão 5 no Planeta das Florestas" - Dragonfall 5 and the Royal Beast (1972)

Posteriormente a este anúncio e como previsto pelo Sport Billy, os restante livros foram traduzidos para a língua portuguesa:
"Dragão 5 e o master mind" - Dragonfall 5 and the Master Mind (1975)
"Dragão 5 e o Super Cavalo" - Dragonfall 5 and the Super Horse (1977)
"Dragão 5 e o mundo assombrado" - Dragonfall 5 and the Haunted World (1979)

Anúncios retirado das revistas "Sport Billy" Nº 2 e 7 (de 1982). Imagens editadas por Enciclopédia de Cromos. Créditos ao uploader original.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".

terça-feira, 18 de Novembro de 2014

A Minha Madrasta É Um Extraterrestre (1988)

por Paulo Neto

Custa a acreditar que Kim Basinger já é sexagenária. Não só porque não está nada mal para alguém prestes a soprar 61 velas como todo o seu legado de sensualidade que espalhou ao longo dos anos 80 e início dos anos 90 ainda permanece bem vivo no imaginário colectivo.
Mas se é verdade que Basinger tornou-se um ícone de sensualidade graças a filmes como "Desejos Finais", "Sem Perdão" e sobretudo "Nove Semanas e Meia", também ela soube subverter essa imagem para a comédia como é o caso de "Encontro Inesquecível" como a parceira de encontro de Bruce Willis sem nenhuma tolerância ao álcool e "Esta Loira Mata-Me" e o seu divertido casa-descasa com Alec Baldwin (algo que seria semi-premonitório para ambos).



Porém o momento mais cómico de Kim Basinger será porventura o seu papel em "A Minha Madrasta É Um Extraterrestre", filme de 1988, realizado por Richard Benjamin com Dan Aykroyd, Jon Lovitz e uma bem jovem Alyson Hannigan.
Steven Mills (Aykroyd) é um cientista viúvo que trabalha num projecto que envia ondas sonoras para o espaço. Uma dessas emissões atinge um planeta longínquo, desestabilizando a gravidade. Os regentes do planeta decidem enviar Celeste (Basinger) à Terra para investigar se essa emissão foi um ataque terrestre. Para ajudá-la Celeste tem consigo uma mala que contém uma estranha criatura com um olho num tentáculo que lhe transmite a informação e é capaz de criar instantaneamente objectos como roupas ou diamantes. 


Steven fica apaixonado por Celeste mal a vê na festa do seu irmão Ron (Lovitz) que é obcecado pela Princesa Stephanie do Mónaco. De tal modo que nem estranha o facto de ela só fazer referências a filmes e programas antigos e que pareça não saber coisas tão elementares como beijar ou cozinhar. Por seu turno, a própria Celeste também deixa-se encantar por Steven e pelas sensações humanas como o amor, o sexo e os espirros, que não existem no seu planeta, e aceita casar-se com ele, esquecendo a sua missão.
Quem não fica muito satisfeita é Jessie (Hannigan), a filha de Steven, não só por ver o pai apaixonado por outra mulher que não a mãe mas sobretudo porque apanha Celeste a fazer coisas incríveis como ler livros com o braço, beber óleo de baterias de carros ou tirar ovos cozidos de uma panela a ferver sem se queimar. Jessie tenta em vão avisar o pai de que Celeste não é o que parece.
Steven só acredita na filha quando Celeste usa os seus poderes para a salvar, pouco depois Celeste pede-lhe ajuda para convencer os seus superiores a não destruírem a Terra...


Do elenco fazem parte também uns bem jovenzinhos Seth Green e Juliette Lewis.



Apesar de ter ficado aquém do esperado no EUA, o filme acabou por conhecer mais sucesso internacionalmente. Em Portugal, a sua edição em vídeo foi campeã de alugueres e ainda hoje "A Minha Madrasta É Um Extraterrestre" se vê com agrado e piada. 

Trailer:


A cena de sexo:



segunda-feira, 17 de Novembro de 2014

Juventude e Família (1986-1990)



Ao contrário do que poderiam pensar pelo nome do programa, "Juventude e Família" não é um programa de evangelização dos mais novos, mas a rúbrica responsável pela dose de desenhos animados dos Sábados e Domingos de manhã nos finais dos anos 80. "Juventude e Família" veio ocupar em 18 e 19 de Outubro de 1986 o lugar na grelha do mítico "Tempo dos Mais Novos" (O Paulo Neto já recordou esse programa na época em que passava nos dias de semana: aqui). No final de Março de 1990, aos Domingos "Juventude e Família" foi substituido temporariamente por "Domingão". No inicio de Abril, aos Sábados foi substituido por "Meu Querido Sábado", e finalmente, ao terminar as férias grandes, ambos foram substituidos pelo "Canal Jovem".
Voltanto ao nosso programa, "Juventude e Família", se o nome não era espectacular, compensava-se com um genérico de abertura magnifico:

Ok, não é magnifico. Mas é mais um dos tesourinhos colocados online pelo canal LUSITANIATV.


Este genérico de 1989 já era mais jeitoso:

O video acima inclui ainda excertos das introduções de Lecas ao que se veria a seguir, neste caso o Tarzan e outras informaçãos e noticias para os jovens, como teatro escolar, por exemplo.


No próximo vídeo, também de 1989, Lecas disserta sobre os tronos de Santo António:
Além de Lecas indicar a morada para os espectadores concorrerem a prémios (bicicletas) do Passatempo com o tema "Caravelas"; o actor António Feio (Feyo) encarna o Infante D. Henrique para esse mesmo passatempo.

Como nota final, Lecas esclarece algumas dúvidas com o correio dos leitores.
E depois acontece isto:


Como visto no genérico, o espaço era apresentado pelo actor José Jorge Duarte (o famoso Idalécio Completo de Sepúlveda, "Lecas" para os amigos, que irá ter direito a um cromo futuro, tal como outros programas que apresentou na RTP) e passou muitas das séries que capturavam a atenção da criançada da altura, algumas ainda muito recordadas hoje e outras apenas lembradas por poucos.
Actualização: Falha imperdoável, o meu texto original não mencionou outras personagens que intereagiam com o Lecas. Obrigado ao Paulo Neto que se lembrou do primo Desatínio (José Pedro Gomes), a namorada Dalola (Paula Fonseca), e a amiga eslava Maria Bliskova (Teresa Sobral).
No dia de estreia, Sábado 18 de Outubro de 1986, na RTP-1:
Continuando a pesquisa durante vários dias e muitos jornais e revistas depois, e fazendo fé nas programações e fotos publicadas, apresento alguns outros exemplos de programas que fizeram parte do "Juventude e Família":
Em 1987:
  • "Srª Pimentinha"("Mrs Pepperpot")
  • "Lendas do Mundo"
  • "Amigo Winneton"
  • "A Bola de Cristal" ("La Bola de Cristal", que recorda o Paulo Neto: "é um dos programas de referência da programação infantil dos anos 80 em Espanha, em pleno espírito de "movida madrileña".", "...o único segmento que passou em Portugal dos três que compunham o programa era o dos Electroduendes, que continha dos bonecos mais creepy de sempre: vídeo") 

Harriet de "Uma pequena maravilha"
in "Diário de Lisboa 22 Abril 1988"

Em 1988:


Em 1989:



Em 1990:
"..E enquanto os pais se refezem da noitada televisiva, os putos, esses, levantam-se cedo para assistirem ao seu programa..." in "Diário de Lisboa [26 Janeiro 1990]"
Não descobri o ano, mas esta peça também foi emitida: "Cárie e Bactério" [vídeo - lembro-me tão bem disto!]

No topo do artigo, uma reconstrução que fiz do logotipo do programa, com base no video do LUSITANIATV.

"party hard!"


Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos". Visite também o Tumblr: "Enciclopédia de Cromos - Tumblr".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...