sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Mini Chuva de Estrelas (1994-95)

por Paulo Neto

Quem nunca fingiu ser um cantor famoso, no quarto, cantando ao som da rádio e/ou dos discos, com microfones improvisados (escovas de cabelo, canetas, colheres de pau, etc)? Esta típica brincadeira infantil foi sem dúvida a inspiração para o "Mini Chuva de Estrelas", programa que passou na SIC em duas temporadas durante os Verões de 1994 e 1995, durante o hiato da "Chuva de Estrelas" dos graúdos, nas noites de sexta-feira.



Apresentado por Margarida Reis, pelo programa passavam crianças entre os cinco e os dez anos, que tal como a sua versão sénior, eram entrevistadas num cenário a imitar um camarim e depois actuavam em palco, vestidas e caracterizadas conforme a estrela escolhida. A principal diferença é que não cantavam mas sim faziam playback da versão original, ainda que alguns petizes demonstrassem os seus talentos de canto na entrevista (como é o caso, neste vídeo, do pequeno Ruben Oliveira, que foi imitar o Rui Veloso).
Depois da actuação, seguia-se a apreciação do júri, composto por Fernando Martins, Maria Vieira (que substituiu Teresa Ricou após umas sessões) e o convidado semanal, que decidiam qual era o vencedor em cada semana. (Na primeira temporada, era também atribuído um segundo lugar, algo que foi descontinuado na temporada seguinte). Também ao contrário do Chuva dos adultos, não havia apuramentos para a fase seguinte, pelo que não havia um vencedor absoluto.
A título de exemplo, neste vídeo vê-se o júri (cujo elemento convidado era Alexandra Lencastre) a opinar sobre a prestação da pequena Samanta Ambrósio que imitou a cantora alemã Sandra, que viria a vencer esta sessão. Nesse episódio foram atribuídos dois segundos lugares ex-aqueo.


Entre os cantores mais frequentemente imitados estavam Madonna, Michael Jackson, Dulce Pontes, Roberto Leal, Guns 'n' Roses, Bryan Adams e Mariah Carey. Mas o leque de imitações mirim que passaram pelo programa foi muito diversificado, indo dos cantores e grupos que faziam sucesso na época a glórias do passado (como por exemplo Elvis Presley, Liza Minelli e até Mirita "Maria Papoila" Casimiro), ou até mesmo desenhos animados como Jessica Rabbitt e a Pequena Sereia. Houve até mesmo casos de travestismo, pois recordo-me de duas meninas que encarnaram Jon Bon Jovi e Elton John (e de um rapaz que não se acanhou em fazer-se passar pela metade feminina do Duo Ele & Ela!). E num caso de full circle, houve duas concorrentes (uma delas minha conterrânea) a imitar Sara Tavares, a primeira vencedora do "Chuva de Estrelas".

No YouTube, descobri mais quatro actuações.

Sílvia Viana como Adelaide Ferreira

Uma pequena imitadora da Linda Perry dos 4 Non Blondes



Bruno Lucas (que aparentemente é agora conhecido como "Fraldas") como Axl Rose


Sara Hilário numa algo tétrica interpretação de Dulce Pontes

O final era, como se impunha, em tons de apoteose e festa ao som do tema "Todos Juntos" (que continua gravado nos nossos discos rígidos) interpretado pela própria Margarida Reis e os Popeline (que eram uma espécie de equipa B dos Onda Choc).


Eu já conhecia o programa antes de chegar a Portugal, pois durante um breve período em que houve antena parabólica na nossa casa, eu e a minha família víamos ocasionalmente a versão alemã (intitulada "Mini Playback Show"). Porém, este supostamente pueril e inofensivo programa gerou imensa controvérsia na época. A principal crítica era o facto dos petizes fazerem playback em vez de cantar mas também muitas vozes de vários quadrantes acusaram o programa de ser um produto exploratório - ou até mesmo sexualizante - para as crianças e que estas podiam ficar traumatizadas. Até surgiram vários boatos de que alguns dos pequenos participantes tinham ficado com problemas psicológicos e que tinham dado entrada em hospitais por causa disso.No entanto, o tempo demonstrou que este era mais um caso de muito barulho por nada, ocorrência tão típica no nosso país.

Hoje em dia, todos os concorrentes do "Mini Chuva de Estrelas" já são adultos (os mais velhos terão 28 anos), muitos deles provavelmente já são pais e a esmagadora maioria regressou alegremente ao anonimato após esses minutos de fama televisiva. Mas pelo menos uma das pequenas concorrentes veio-se a tornar uma conhecida actriz. Quem foi? Foi ninguém menos que Vera Kolodzig, que aos nove anos, ganhou a sessão em que participou imitando Marilyn Monroe com o célebre "I wanna be loved by you". Alguns anos mais tarde, seria escolhida para o papel principal da telenovela "Jardins Proibidos", dando aí início uma frutuosa carreira nas telenovelas da TVI. Também vim a descobrir que o cantor Tiago Teixeira, mais conhecido por T.T., também por lá passou mas não sei quem ele imitou. Assim como a apresentadora, modelo e ex-concorrente do "Ídolos" Carolina Torres que fez de Rita Lee.


E o que é feito de Margarida Reis, há muito afastada dos nossos ecrãs? Segundo um artigo que li há tempos num suplemento de televisão do Correio da Manhã, casou-se com um empresário americano e vive há vários anos nos Estados Unidos.


Actualização: Dia 17 novembro 2012, na rúbrica "Perdidos e Achados" (no Jornal da Noite da SIC), o "Mini-Chuva de Estrelas" foi recordado, com destaque para os participantes Tiago Retré, Milene Candeias e Márcio Costa. Veja um excerto do programa:


Lancia Delta, Lancia Prisma e Lancia Thema (1988)



Anúncios em páginas intercaladas aos automóveis Lancia Delta, Lancia Prisma e Lancia Thema, obviamente modelos do fabricante italiano Lancia.

No Youtube, um reclame ao Lancia Delta de 1988:


Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Como sempre, o leitor pode partilhar experiências, corrigir informações, ou deixar sugestões aqui nos comentários, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Frankie Goes to Hollywood - Relax (1983)



Relax”, single de estreia Frankie Goes to Hollywood (Holly Johnson, Paul Rutherford, Peter Gill, Mark O’Toole e Brian Nash). O tema foi lançado em Outubro de 1983 e banido em 1984 pela BBC das suas TVs e rádios, devido ás pouco subtis referências sexuais da capa do disco, da letra da música e do videoclip original. Obviamente a polémica só ajudou a aumentar o sucesso do tema. Só no final de 84 foi levantada a proibição.

Versão “indecente”:


Versão decente:

Versão filmada por Brian de Palma, para coincidir com o lançamento do seu filme “Body Doubles”, o qual utilizava o tema (tocado pela banda) numa sequência.



Publicado originalmente no Minicromo:
http://enciclopediadecromos.tumblr.com/post/31326868281/relax-single-de-estreia-frankie-goes-to

Vista Alegre - Clube de Coleccionadores 1987 (1988)

Anúncio à peça Travessa Dallas, exclusiva para sócios do Clube de Coleccionadores 1987 da Vista Alegre. "Reprodução de um original manufacturado na China, autêntica jóia de porcelana do séc. XVIII".


Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

The Buggles - Video Killed the Radio Star (1979)


“Video Killed the Radio Star”
O tema, lançado pelo grupo britânico “The Buggles” a 7 de Setembro de 1979, parte do álbum de estreia “The Age of Plastic” (1980). Além do êxito da altura, actualmente a música é mais famosa por ter sido o primeiro videoclip exibido na estreia do canal MTV, dia 1 de Agosto de 1981. Curiosamente, também foi o vídeo nº 1 milhão. O video oficial, realizado por Russell Mulcahy (Highlander, The Shadow) contou com a (breve) presença do agora famoso compositor Hans Zimmer (The Dark Knight Rises, Sherlock Holmes, The Da Vinci Code) num dos teclados. A canção recorda os velhos tempos de glória da rádio, e de como as novas tecnologias tornam obsoletas as estrelas antigas. Pessoalmente este tema e video faz-me imediatamente recordar o canal VH1, de que era telespectador assíduo no final dos 90 :)

O Vídeo Oficial:

Outro Vídeo:


"The Buggles" eram constituídos por Trevor Horn (vozes, guitarra baixo, guitarra) e Geoff Downes (teclados). O grupo esteve activo até 1981, e “Video Killed the Radio Star” foi o seu grande êxito.

Publicado originalmente no Minicromo: 
http://enciclopediadecromos.tumblr.com/post/31273069832/video-killed-the-radio-star-o-tema-lancado


ACTUALIZAÇÃO: O canal do YouTube LusitaniaTV publicou recentemente um anúncio de 1986 aos electrodomésticos Sanyo cujo jingle é uma adaptação de "Video Killed The Radio Star".



 

Vichy - Anti-rugas (1988)

 Anúncio de dupla página aos cremes anti-rugas dos laboratórios "Vichy", nomeadamente Creme Primeiras Rugas, Creme Anti-Rugas Duplo Activo e Creme Anti-rugas dos Olhos.

Detalhe das embalagens:

Primeira página, com detalhes dos vários produtos:
 Na segunda página os resultado das vencedoras do Concurso <<5 minutos de limpeza. Todos os dias beleza>>:
Anúncio de produtos Vichy, mas para homem, também de 1988: "Basic Homme - Vichy"


Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Rover 820 Si (1988)

Anúncio sóbrio ao "clássico e luxuosamente confortável" Rover 820 Si.

Detalhe da viatura:



Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Rubigan 12 (198?)

por Paulo Neto



Definição de oídio na Wikipedia: Oídio é o nome genérico dado a um elevado número de fungos unicelulares pertencentes à família dos erisifáceos. Por extensão, dá-se o nome de oídio às doenças das plantas provocadas por aqueles fungos. Uma das doenças mais comuns e de maior importância económica causadas por este grupo de fungos é o oídio tuckeri da videira, provocado pelo anamorfo da espécie Uncinula necator.

Hoje em dia é corrente de dizer que a agricultura actual em Portugal, pelos mais diversos motivos, está nas ruas da amargura. Mas nos anos 80, pelo menos a julgar pelo que víamos na televisão, a agricultura nacional parecia viver momentos mais prósperos, com várias imagens a ficarem gravadas na nossa memória colectiva, mesmo daqueles que raramente tinham contacto com o país rural. 
Na RTP, tínhamos em pleno horário nobre o "Boletim Agrário" e o Engenheiro Sousa, o rosto do mítico "TV Rural", foi um ícone de gerações, quanto mais não seja como "aquele senhor a falar sobre agricultura que temos de aturar enquanto não chegam os desenhos animados de fim-de-semana".



Além disso, nos blocos publicitários era comum haver anúncios a produtos agrários, nomeadamente aqueles que combatiam o míldio e o oídio. O mais conhecido desses produtos era o fungicida Rubigan 12 usado para prevenir o aparecimento de oídio nas vinhas, por causa deste anúncio.


É mais um daqueles anúncios dos anos 80 que nos ficaram da memória, apesar de ser um produto que muitos de nós nunca usaria na vida. Nele vemos um grupo de homens pisando alegremente uvas de braços nos ombros uns nos outros, num salutar momento de man-bonding, e um deles aplicando o dito Rubigan 12 que vai impedir que o oídio não entre na equação da vindima. Tudo isto ao som deste jingle algo  martelado mas orelhudo:

O oídio não entrou, 
prevenimos com Rubigan 
DOZE!!! 
Muitos cuidados poupámos
e a vinha ficou sã,
prevenida com Rubigan
DOZE!!
O oídio não entrou.

A cereja no topo do bolo era um boneco animado a pisar as duas últimas palavras do slogan: "Prevenir é dinheiro em cacho".

Não foi propriamente o meu caso, mas imagino que alguns de nós como petizes, graças a este anúncio, terão desejado participar na cultura da vinha. 

Mas a maior prova do legado deste fungicida na memória colectiva é o facto de existir uma banda punk-rock ribatejana chamada Rubigan 12 (por vezes abreviada para R12)! Eis um exemplo do seu repertório:



Cromo sobre o míldio e o oídio na "Caderneta de Cromos" do Nuno Markl: Cromo n.º 301 (12.7.2010)
    

The Adventures of T-Rex (1992-1993)


As minhas recordações desta série, que passou na TV no incio dos 90 é nula, o que é de admirar, tratando-se de dinossauros. Dinossauros antropomórficos com poderes que usavam para combater o crime ( e tinham alter-egos musicais), mas dinossauros, e  ainda por cima Tiranossaurus Rex, com o carinhoso diminutivo T-Rex, o dinossauro mais fixe da era da dinomania!
A série "The Adventures of T-Rex", teve apenas 52 episódios, que foram produzidos pela nipónica Kitty Films (Ranma 1/2) e exibidos nos EUA entre 1992 e 1993. Os dinossauros protagonistas eram os irmãos Bernie ( armadura azul), Bruno (rosa), Bubba (verde), Buck (amarelo) e Bugsy (roxo). Segundo o excelente  blog "Desenhos Animados", a série passou na SIC com o nome "As Aventuras dos T-Rex".

O genérico da série:


O motivo para fazer este post foi a (re)descoberta deste cromo na minha colecção, o Professor Edison, o único que sabia da identidade dos cantores de jazz que se transformavam nos heróis T-REX :

O cromo autocolante tem a figura impressa numa folha plástica transparente, mais rígida que a maioria dos cromos. A colecção é da Panrico, e vinha como brinde em Bollycao ou Donuts.

Outros cromos da colecção:
Foto: trocacromos.com




Action figures dos T-Rex (Fotos: Allspark Foruns)




Polo - Detergente (1988)

Anúncio ao detergente para lavar roupa "Polo", que prometia uma nova fórmula mais económica que os "outros".


Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

domingo, 21 de outubro de 2012

Picadora-Batedeira Philips (1988)

Publicidade à Picadora-Batedeira Philips, "duas máquinas numa só"." ... abre um novo mundo de possibilidades para si. é um prazer preparar rapidamente as melhores maioneses, os molhos mais finos, os purés mais fofos, assim como uma carne finamente picada ou tudo o mais que você imaginar."

Detalhe, uma picadora e uma batedeira manual:

Comparado com a "moderna" picadora-batedeira Philips:



Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

Ursinhos Carinhosos (1985-1988)


“Ursinhos Carinhosos” [Care Bears] 
Exibida originalmente nos EUA entre 1985 e 1988. As fofinhas e queriduchas personagens dos Ursinhos Carinhosos (Care Bears) nasceram não na série de tv dos anos 80, mas em 1981 como ilustrações de cartões de aniversário e boas-festas! Dois anos depois, a Kenner criou ursos de peluche. Ainda em 1983 surgiram em 2 especiais para TV, abrindo caminho para a série animada, exibida nos EUA entre 1985 e 1988, além de 3 longa-metragens. Os episódios de 1985 foram produzidos pela DIC Entertainment, e os episódios de 1986-88 foram produzidos sob o titulo “The Care Bears Family” pelo estúdio Nelvana.


Os ursinhos (e outros animais) tinham cores diferentes, e um símbolo na barriga, conforme a personalidade ou função do ursinho. Vivem  em “Care-a-Lot” (Nuvem Rosa) e protegem o planeta das forças do mal, ajudando os humanos a terem sentimentos positivos.

Genérico Português:



Genérico original:



Um clássico anúncio norte-americano:


Alguns exemplos das toneladas de brinquedos e merchandising gerados pelo sucesso da série:





sábado, 20 de outubro de 2012

Batman: The Animated Series (1992 - 1995)


E já vão duas décadas desde que estreou uma das melhores séries animadas de todos os tempos: ‘Batman: The Animated Series’. Além da grande qualidade geral desta produção da Warner Bros., a série, desde a animação, história, vozes, banda sonora, marcou o nascimento do Universo Animado da DC Comics, que nos têm dados séries e filmes directos para video excelentes. Se a memória não em falha, vi boa parte dos episódios na RTP 2.


Muito do visual desta série e das que a seguiram (Superman, Justice League) deve-se ao produtor Bruce Timm, que deixou a sua marca no Universo Animado da DC, até aos dias de hoje. Além disso, são muito fortes as influências da BD de Frank Miller (Batman: The Dark Knight Returns) e dos filmes ‘Batman’ e ‘Batman Returns’ (de Tim Burton), que apagaram o a personalidade mais ridícula das anteriores versões das aventuras do Cavaleiro das Trevas, e criaram um produto mais adulto e complexo. Acho que nada resume melhor o espírito da série, do que o magnifico genérico inicial: 


Um interessante documentário sobre as séries animadas do Batman:


Publicado originalmente no Minicromo: http://enciclopediadecromos.tumblr.com/post/31064274381/batman-the-animated-series-1992-1995-e-ja Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

Voyager 1



“Voyager 1”
A sonda de exploração interplanetária foi lançada pela NASA no dia 5 de Setembro de 1977. Conseguem imaginar? Mais de 35 anos a vagar no espaço, para fora do Sistema Solar, em direcção ao infinito…
“É a primeira sonda a deixar o Sistema Solar e o mais longínquo objeto criado pelo homem no espaço”.



A ideia original é que a sonda visitasse os planetas gigantes gasosos (o que aconteceu em 1979 e 1980, Jupíter e Saturno, respectivamente), conseguindo imensa informação valiosa sobre o sistema solar. depois de concluída esta fase, e - até à actualidade - a Voyager vai em direcção aos confins do sistema solar recolhendo informação com os instrumentos ainda operacionais, viajando a 17,2 km/segundo. estima-se que em 2015 abandone totalmente a influência do nosso Sol, continuando pelo "vazio", carregando consigo um disco de cobre revestido a ouro que tem codificado imagens e sons do nosso planeta. 



Teenage Mutant Ninja Turtles - Sewer Playset (1989)

Teenage Mutant Ninja Turtles - Sewer Playset (1989)

Há mais de 20 anos eu construí o meu próprio esconderijo no esgoto das Tartarugas Ninja, mas em cartão e com bonecos em papel para brincar com os bonecos de plástico da Tartarugas. Não sobreviveu muito bem :) Alguém dia ponho cá fotos. Entretanto, ficam algumas fotos do brinquedo "real", fabricado pela Playmates,  que encontrei pela Internet:


Clique sobre as fotos para as aumentar:


Publicado originalmente no Minicromo: http://enciclopediadecromos.tumblr.com/post/31048976069/teenage-mutant-ninja-turtles-sewer-playset-1989

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

Minolta - Fotocopiadora (1988)


Esta publicidade ás fotocopiadoras "Minolta" é bastante especifica em querer "impressionar a sua secretária", imagino para que fins ;-)

"É tão simples impressionar a sua secretária com uma decisão inteligente"."A sua primeira impressão dir-lhe-á, porquê tão simples impressionar a sua secretária com uma fotocopiadora MINOLTA." "A simplicidade da inteligência."



Publicidade retirada da revista Selecções do Reader's Digest Nº 202 (Tomo XXXIV) de Fevereiro de 1988.

Caro leitor, pode falar connosco nos comentários do artigo, ou no Facebook da Enciclopédia: "Enciclopédia de Cromos"

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Eu Te Amo (1981)

por Paulo Neto

Pela primeira vez na Enciclopédia, vou falar de um filme que nunca vi e que do qual só ouvi falar há dois anos, quando adquiri o livro "A Bíblia dos Anos 80" da autoria de João Pedro Bandeira. E achei muito estranho nunca ter ouvido falar neste filme antes porque não só Sónia Braga é uma actriz muito acarinhada cá em Portugal desde que revolucionou os hábitos televisivos nacionais na telenovela "Gabriela" e como tal, a sua carreira, quer no Brasil quer na América, tem sido bem acompanhada e recordada pela nossa comunicação social como o simples conceito de "Sónia Braga nua num filme erótico" devia ser algo que devia ficar bem gravado na memória nacional, quase tanto como a célebre imagem de Gabriela a subir ao telhado. 

No entanto, a verdade é que na altura o filme causou sensação em Portugal, quando estreou cá a 15 de Novembro de 1981. Segundo o livro supramencionado, 170 mil espectadores acorreram para ver "Eu Te Amo", realizado pelo controverso cineasta Arnaldo Jabor, para ver a estrela de "Gabriela", "Dancin' Days" e do filme "Dona Flor e Seus Dois Maridos" num filme de forte carga erótica e alguma nudez explícita. O furor era tal que houve quem chamasse ao filme "O Último Tango no Rio de Janeiro", numa clara comparação ao filme de Bernardo Bertolucci que fez sensação no Portugal pós-25 de Abril. 



Pelo que pude apurar, a história é bastante simples. Paulo (Paulo César Pereio) é um industrial falido, obrigado a vender a sua outrora próspera fábrica de roupa interior aos americanos, e recém-abandonado pela sua esposa. Mónica (Sónia Braga) é uma mulher que sofre com um amor não correspondido por Ulisses (Tarcísio Meira), um homem casado. Os dois conhecem-se num bar, onde ela faz-se passar por prostituta e diz-se chamar Maria.     
Paulo convida-a para o seu sumptuoso e futurista apartamento onde os dois se entregam a uma relação que ambos tencionam manter como puramente sexual, até que percebem que estão se a apaixonar um pelo outro.



Os diálogos são bastante surrealistas mas ao mesmo tempo intensos, como prova esta cena onde Sónia Braga demonstra o seu talento (que lhe valeu o troféu Charles Chaplin no Festival de Cannes).


E perguntam vocês: "Então e aquelas cenas mais puxadas?". Vejam aqui um exemplo.

Além de Braga, Pereio e Meira, o elenco conta também com nomes conhecidos como Vera Fischer e Regina Casé. E a banda sonora não podia ser mais bem entregue: Tom Jobim e Chico Buarque. Eis o tema principal, na voz de Buarque e Telma Costa:



Mantendo o tom surreal do filme, este termina com os dois protagonistas num número musical ao estilo de Ginger Rogers e Fred Astaire.


Como se vê, é um filme com muitos pontos de interesse a descobrir e que supostamente devia ter permanecido no imaginário português, mas que hoje em dia está esquecido, tal como acontece com "Os Abismos da Meia-Noite". RTP 2, faça favor de exibir em breve este filme... Ou mesmo a SIC, que agora capitaliza com a exibição da nova versão de "Gabriela".  





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...