sábado, 16 de maio de 2015

Nunca Digas Banzai (Takeshi's Castle) (1986-1990)

por Paulo Neto

Qual é o elo de ligação entre o mítico actor japonês Takeshi Kitano e o nosso José Carlos Malato? Foram respectivamente protagonista e comentador de um dos programas mais imbecilmente hilariantes de sempre, "Takeshi's Castle" que em Portugal ficaria conhecido como "Nunca Digas Banzai". O programa nipónico teve 133 episódios produzidos entre 1986 e 1990, mas só chegaria a Portugal em 1994, transmitido pela SIC sob o título de "Nunca Digas Banzai". Primeiramente foi incluído no espaço de sábado à noite do canal intitulado "Sábado Mágico" que também incluía o programa de variedades italiano "Belli e Freschi", mas depois passou para os sábados à tarde.




O programa era um concurso onde cerca de uma centena de japoneses tentava a sua sorte por uma série de divertidas e complicadas provas físicas, com o intuito de chegar ao castelo do Conde Takeshi (Kitano). No final de cada programa, os concorrentes finalistas (que acabavam por ser apenas cerca de meia-dúzia) enfrentavam o Conde numa prova de tiro ao alvo nas imediações do dito castelo (que ficava na província de Yokohama), movimentando-se em carros e disparando jactos de água. Porém essa tarefa era bastante complicada pois os concorrentes tinham alvos bem maiores, além de outras batotas do Conde, o que explica que ao longo de todos os programas, apenas nove concorrentes tenham conseguido vencer o prémio final de um milhão de ienes.

Entre as inúmeras provas que fizeram parte do programa, destacam-se:


- O Cogumelo, onde os concorrentes tinham de se agarrar um cogumelo gigante para atravessar um lago sem cair à agua.
- Os Dominós, em que os concorrentes tinham de passar por um fila de dominós gigantes sem cair.


- O Labirinto com várias portas, que os concorrentes tinham de atravessar, evitando sendo apanhados por dois seres grotescos. 
- A Ponte das Bolas, onde os concorrentes tinham de agarrar numa bola dourada e atravessar uma traiçoeira ponte evitando as bolas pretas que vão sendo disparadas de canhões.
- Karaoke, onde os concorrentes tinham de cantar uma canção que nunca ouviram antes e eram eliminados se a sua interpretação não agradasse ao dono da casa.
- Bowling Gigante, em que os concorrentes vestiam um fato de pino de bowling e punham-se em formação esperando a chegada de uma enorme bola preta. Aqueles que fossem derrubados pela bola eram eliminados.



- As Pedras Falsas, onde os concorrentes tinham que atravessar um rio saltando pelas pedras que havia no caminho, só que alguma dessas pedras eram falsa, pelo que quem pisasse uma dessas iria ao charco.

- A Prancha Deslizante, onde os concorrentes tinham de deslizar por uma plataforma de barriga para baixo, sendo que se deslizassem depressa demais caíam à agua e se fossem demasiado devagar, não atingindo a marca devida, eram atirados por um duende marinho que surgia da água.



- Os Buracos, o jogo antes do desafio final onde os concorrentes que sobreviveram até então tinham de saltar para dentro de um de cinco buracos. Se saltassem para dentro de um dos dois que continham um karateka, eram eliminados. 

"Takeshi's Castle" tornou-se um programa de culto em todo o mundo e inspirou vários outros programas do género como "Wipeout". Um episódio especial foi exibido em 2005, por ocasião das comemorações do 50.º aniversário da estação nipónica que emitiu o programa.


Quando o programa passou na SIC, os comentários estavam a cargo de João Carlos Vaz (que também foi comentador dos "Gladiadores Americanos") e José Carlos Malato, então ainda pouco conhecido do grande público, mais ligado à rádio embora a sua voz já soasse familiar para os telespectadores da SIC porque era ele que dizia que "as apresentadoras da meteorologia da SIC são vestidas por Augustus". E como estão recordados, os comentários de Malato e Vaz não procuravam seguir com exactidão os acontecimentos do programa e as personalidades que o compunham. Por exemplo, referiam-se à personagem de Takeshi Kitano e a do seu assistente (Saburo Ishikawa) como Fuji-Moto e Fuji-Carro, sendo que o General Lee (Hayato Tani) que tinha a função de guiar os concorrentes através dos desafios, era designado como Fuji-Lambreta.
Outra característica dos comentadores portuguesas era de os associarem a celebridades portuguesas. Por exemplo, uma concorrente mais cheiinha seria a Heloísa Miranda, outra foi rotulada de Glória Pires devido ao penteado semelhante ao da actriz, uma concorrente que se saiu bem na prova de karaoke foi designada como sendo Dulce Pontes e os concorrentes masculinos eram frequentemente denominados como os políticos da altura. Também recordo que caso houvesse algum concorrente vestido de cor de laranja, os comentadores diriam que era um trabalhador da Galp.

Mas o melhor será recordar um excerto alargado do primeiro episódio transmitido em Portugal (agradecimentos ao canal Noddy Bujeca por ter posto no YouTube). Porque são imagens que valem mais que mil palavras.

     

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...