quinta-feira, 18 de junho de 2020

Automan (1983 - 1984)


"Automan" estreou nos EUA no dia 15 de Dezembro de 1983. Exibida mais tarde na televisão publica portuguesa com o título “O Homem Automático”, “Automan” foi uma série de ficção cientifica de curta duração que provavelmente gozou mais sucesso fora das fronteiras natais dos EUA. Apenas 12 dos seus 13 episódios foram exibidos e hoje em dia é mais recordada pelo visual copiado do visionário “Tron” (1982) e pelo belíssimo automóvel que fazia curvas de 90 graus sem desacelerar. O twist é que se em “Tron” as aventuras se passavam dentro de um computador, o herói “Automan” ganhava vida no “mundo real” para combater o crime da forma que o seu criador, o polícia/génio da informática Walter Nebicher, não podia. Outra criação de Walter, o cintilante Cursor (e tarado, a julgar pelo genérico de abertura), era capaz de materializar objectos úteis, como o Autocar que mencionei antes (um belíssimo Lamborghini Countach LP400 delineado em azul florescente), helicóptero, avião ou mota. O ponto fraco de Automan é que o programa de inteligência artificial necessita grandes quantidades de energia da rede eléctrica para se tornar visível e poder interagir com o mundo.
"Diário de Lisboa" [23-11-1984]

"Automan" materializou-se na RTP-1 no dia 24 de Novembro de 1984 (a substituir "Buck Rogers no Século 25" no horário antes do "TOP Disco") e continuou a animar os fins de tarde de Sábado até 16 de Fevereiro de 1985.

O criador da série foi não outro que Glen A. Larson, autor de sucessos como O Justiceiro, Galactica, Buck Rogers, ou a também cancelada prematuramente “Manimal”, que aliás, partilhou uma cena com “Automan”, mas filmada de ângulos diferentes. ainda sobre a sua ligação a “Tron”, um dos produtores da série foi o produtor do filme, Donald Kushner.
Abertura de Automan


Este era um dos cromos que tinha há mais tempo no estado de "rascunho", quase do inicio do blog. Eu tinha a intenção de rever os episódios e só depois finalizar o artigo, mas até agora não aconteceu.
Como puderam ver no vídeo acima, nos papéis principais tínhamos:

Desi Arnaz Jr. como Walter. Arnaz Jr, filho de Lucille Ball e Desi Arnaz marcou presença no pequeno ecrã desde o final dos anos 50.

Chuck Wagner como Automan e Otto J. Mann, a sua falsa "identidade secreta". Além desta e outras passagens pela TV, Wagner trabalhou mais no teatro musical, além de ser director, professor e  historiador do teatro musical.

Heather McNair como a polícia Roxanne, a única conhecedora do segredo de Walter e Automan.

Robert Lansing como Tenente Jack Curtis, um polícia durão, mas que apoia Walter.

Gerald S. O'Loughlin como Capitão Boyd, descrente das novas tecnologias que odeia computadores.


Anda pelo Youtube um documentário de 40 minutos extraído da edição DVD britânica:




A cantora Laura Branigan participou do episódio 9, "Murder MTV", como uma...cantora. Vídeo de duas actuações no episódio [Link].


Um dos primeiros cromos da Caderneta de Cromos de Nuno Markl foi dedicado ao Homem Automático:


Apesar da curta duração, "Automan" teve direito a alguma acção nas prateleiras de brinquedos: "Automan - Toy Archive".
Pessoalmente, dos episódios que vi só me recordo mesmo do visual futurista das viaturas e do herói Automan.

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...