sábado, 3 de outubro de 2015

Sonho Meu (1993-94)

por Paulo Neto


É uma espécie de tradição aqui no blogue falar de programas da SIC em cada mês de Outubro e este ano não vai ser excepção.



Em 1994, já dominando o primetime onde pontificavam as novelas da rede Globo, como "Mulheres De Areia" e "A Viagem", a estação de Carnaxide virava agora as agulhas para o horário do fim da tarde e a primeira telenovela exibida na SIC nesse horário foi "Sonho Meu", estreada em 1993 no Brasil. A telenovela, da autoria de Marcílio Moraes, tinha a particularidade de ser das raras telenovelas urbanas cuja acção se passava numa cidade que não Rio de Janeiro ou São Paulo, mas sim em Curitiba. Mas o seu maior apelo é que era protagonizada por uma criança, Carolina Pavanelli, que com seis anos comoveu brasileiros e portugueses no papel de Maria Carolina.


A novela também era uma espécie de remake mash-up de duas telenovelas da década de 60 e 70: "A Pequena Orfã" sobre a amizade entre uma menina orfã e um bondoso velhote e "Ídolo de Pano" onde dois irmãos disputavam a mesma mulher, prestando homenagem ao autor de ambas, Teixeira Filho.

Carolina Pavanelli (Carolina) e Elias Gleizer (Tiozé)

Maria Carolina é uma menina que se vê no meio de um terrível drama familiar: a sua mãe Cláudia (Patrícia França) foge do Rio de Janeiro para Curitiba para fugir ao violento marido Geraldo (José de Abreu) que reaparece depois de algum tempo desaparecido. Entretanto Carolina fica à guarda da sua tia Elisa (Nívea Maria), uma mulher pérfida e interesseira, que a deixa num orfanato. Mas à primeira oportunidade, Carolina foge e acaba por ir parar à vila Jardim De Flores onde é acolhida pelo Sr. Mazgursky, conhecido como Tiozé (Elias Gleiser) um bondoso velhote, imigrante polaco, que lhe dá a alcunha de Lalesca. E é com esse nome que Carolina passa a ser conhecida no bairro, onde acaba por conquistar os corações de toda a gente. Mas apesar deste novo lar, Carolina guarda sempre o sonho de um dia reencontrar-se com a mãe.

Leonardo Vieira (Lucas), Patrícia França (Cláudia), Fábio Assunção (Jorge)
Daniela Camargo (Francisca), Fábio Assunção (Jorge), Beatriz Segall (Paula)


Entretanto, Cláudia vê-se no meio de um centro de um conflito familiar quando é disputada por irmãos, Lucas (Leonardo Vieira) e Jorge (Fábio Assunção). Os dois são netos de Paula Candeias de Sá (Beatriz Segall), uma senhora autoritária mas generosa, dona de uma empresa produtora de brinquedos que vê em Lucas o seu herdeiro do negócio e que se orgulha da carreira de Jorge como médico. A disputa dos irmãos por Cláudia que desestabiliza a aparente harmonia familiar faz com que Paula sinta animosidade por Cláudia. Com o tempo e por causa da jovem, os irmãos revelam as suas verdadeiras faces: o irresponsável e imaturo Lucas torna-se um homem justo e corajoso e o aparentemente sensato Jorge revela-se um malvado da pior espécie. E como se não se bastassem as perseguições de Jorge e Geraldo, numa fuga para a frente Cláudia casa-se com Lucas, incorrendo em bigamia. Porém, e como não podia deixar de ser, no fim o amor triunfa com Cláudia feliz com Carolina, Lucas e o filho que ela espera dele.

Além daqueles já citados "Sonho Meu" contava ainda no elenco com nomes como Eri Johnson, Isabela Garcia, Daniela Camargo, Françoise Forton, Yoná Magalhães, Valmor Chagas, Miriam Pires e Ângelo Paes Leme. A actriz Cláudia Magno, que fazia o papel de Josefina, uma enfermeira e ocasional cúmplice de Jorge, faleceu durante as gravações da telenovela devido a paragem cardíaca relacionada com SIDA. 

Cláudia Magno (1958-1994)

Com a sua história comovente, "Sonho Meu" cativou os portugueses e alicerçou o espaço na SIC para uma telenovela antes do Jornal da Noite. Patrícia França e Leonardo Vieira recuperaram a química que já traziam da primeira fase da telenovela "Renascer", também exibida na SIC, Fábio Assunção surpreendeu no seu primeiro papel de vilão e Carolina Pavanelli foi todo um talento infantil como a pequena Lalesca. Vimo-la em outras novelas como "Quem É Você" e "Meu Bem Querer". Hoje aos 28 anos, embora ainda fazendo algum trabalho ocasional na representação, Carolina Pavanelli dedica-se sobretudo ao ensino e à escrita.

Carolina Pavanelli em 2011 com um dos seus livros


Por entre a banda sonora, que como era hábito, continha vários temas brasileiros e hits internacionais, destacou-se o tema do genérico, "Querer É Poder", interpretado por José Augusto e Xuxa, também conhecido -obviamente- por "Sonho Meu".


Genérico:




José Augusto e Xuxa "Querer É Poder":




   

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

2 comentários:

  1. Essa novela foi gravada na minha cidade natal: Curitiba, no estado do Paraná.
    Por favor, faz um post sobre a novela Cara & Coroa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alício, obrigado pelo comentário :)
      O meu colega Paulo Neto é o especialista em novelas, como se vê pelo texto acima, quase posso apostar que ele irá preparar um sobre a "Cara & Coroa", que eu não acompanhei.
      Cumprimentos

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...