segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

O Jogo do Ganso (1993-1998)

por Paulo Neto

À semelhança de, em Outubro passado, ter dedicado vários artigos sobre os programas da SIC, pensei em fazer o mesmo este mês com programas da TVI, que no próximo dia 20 completa 21 anos de emissões. 
O problema é que os momentos mais notórios e mais cromos da TVI são na maioria já no século XXI, fora do período cronológico abordado pela Enciclopédia. Nos seus primeiros sete anos de emissões, a TVI manteve-se à margem da guerra das audiências entre a irreverência da SIC e uma RTP que se revelou incapaz de manter o seu domínio, começando como "o canal da Igreja" e mais tarde indecisa sobre se haveria de mudar de rumo e ir a jogo nas audiências. O ponto de viragem deu-se em 2000 com a chegada a Portugal do reality show que mudou o Mundo, o "Big Brother".
Antes disso, a produção nacional não era o forte da TVI (os dois exemplos mais sonantes, "A Amiga Olga" e "Queridos Inimigos" já foram aqui abordados), pelo que os seus programas mais populares vinham de importação, sobretudo de séries como "Ficheiros Secretos" e "Marés Vivas" e de programas como "O Jogo do Ganso".


O concurso, criado pelo francês Jocelyn Hattab, revisitava o universo do célebre "Jogo da Glória" em que os concorrentes eram os peões e conforme a sorte dos dados, teriam de enfrentar provas dos mais variados graus de dificuldades e dos mais diversos tipos desde desafios intelectuais a exigentes provas físicas. A primeira versão do programa foi em Itália, mas foi a versão espanhola ("El Gran Juego de la Oca"), estreada em 1993 e exibida na TVI no ano seguinte, que passou por Portugal e que se tornou a mais célebre. Em Espanha, o sucesso do programa fez com que o canal Antena 3 liderasse as audiências, acabando com o domínio da TVE estatal.
Houve duas temporadas do programa, exibidas entre 1993 e 1995 (ambas exibidas na TVI), na Antena 3 e uma terceira em 1998 no canal Telecinco. Mas a que ficou na memória foi a primeira apresentada por Emilio Aragón, Lydia Bosch e Patricia Perez


Eis uma lista de dados sobre o programa:
- Em Portugal, o programa era comentado pelos actores António Cordeiro e Maria de Lima, mas eu tal como muitos telespectadores, teria preferido o programa legendado.
- Cada sessão tinha quatro concorrentes (dois homens e duas mulheres), vestidos de azul, vermelho, amarelo e verde. Tinham de avançar ao longo das 63 casas do concurso.


 - Muitas das provas variavam de semana para semana. Muitas delas tinham lugar no palco ou na piscina. Algumas delas eram dignas de Houdini, com por exemplo os concorrentes a terem de se escapar de uma cela no fundo da piscina antes do tempo limite. Consoante o êxito ou o fracasso de cada prova, os apresentadores diziam em voz alta "Prova Superada!" ou "Prova Não Superada!
- Também havia algumas provas fixas que tinham a sua respectiva casa como por exemplo: a casa 8 onde o concorrente tinha de lutar na lama com uma lutadora para conseguir uma chave; a casa 31 onde tinham de cortar melancias com uma espada; a  casa 47 onde o concorrente poderia avançar até à 50 através de um túnel de cobras; a casa 51 onde o concorrente tinha de subir uma torre de uma forma que variava a cada semana e a 57, em que tinha de enfrentar gladiadores com uma corda elástica dentro de uma jaula. 
- Existiam também as casas de castigo onde os concorrentes tinham de passar por alguns tormentos, como a da depilação onde os concorrentes masculinos tinham de responder correctamente a perguntas para não perderem dinheiro nem levar como uma dolorosa depilação a cera. Havia a casa 61 onde o concorrente girava uma roleta para saber quanta percentagem do seu dinheiro iria perder e a casa 58, a casa da Morte, onde tinha regressar ao princípio.  
- Porém a mais temida das casas era a 52, a do barbeiro Flequi. Supostamente, os concorrentes tinham de acertar em três perguntas para se livrarem de ficar sem cabelo, mas a terceira pergunta era propositadamente impossível de responder, pelo que não havia escapatória. Os concorrentes masculinos viam o seu cabelo completamente rapado e as femininas ficavam o cabelo muito curto.


- Outra personagem recorrente era o temível Maxtor, um pseudo-ciborgue com cara de poucos amigos contra quem os concorrentes tinham de competir numa prova, que variava todas as semanas. O meu irmão era fã dele.

- Outra presença habitual era do atirador de facas Alberto e da sua assistente Vesna. Os concorrentes ou tinham de tomar o lugar de assistente ou tinham de adivinhar quantos alvos é que Alberto acertaria numa determinada situação.
- O programa tinha também oito bailarinas, as Oquettes (duas de cada cor concorrente). Sempre que um concorrente calhava numa casa de ganso (havia uma de nove em nove), avançava para a casa seguinte acompanhado pelas duas Oquettes da sua cor. As bailarinas também intervinham em provas como o "Beijo ou Estalo" em que conforme a deixa de cada bailarina o concorrente tinha de adivinhar se ela ia dar-lhe um beijo ou uma bofetada que eram dados quer acertasse, quer errasse (se o concorrente era mulher, era o apresentador que levava e uma das bailarinas, Lila, distinguia-se por dar as bofetadas mais fortes) ou nas provas de coreografia onde o concorrente tinha de descobrir qual das bailarinas tinha cometido um erro ou tomar o lugar de uma delas na dança.

  
- O concorrente que chegasse à casa final n.º 63 ganhava a sessão e o dinheiro que acumulava até então. Depois ao longo da semana seguinte, para ganhar um automóvel, tinha de completar uma missão que podia ser em qualquer ponto de Espanha. No início de cada sessão, mostravam-se imagens da prova do concorrente a executar essa missão. Uma dessas missões teve lugar em Lisboa, com a concorrente Olga teve de reunir mais de 500 pessoas na Praça do Município vestidas com uma peça de roupa da sua cor de concorrente (azul). 
- O verde era a cor mais sortuda. Das 32 eliminatórias, 16 (incluindo as quatro primeiras) foram ganhas pelos concorrentes vestidos de verde.
- Também houve uma sessão em que participaram dois concorrentes portugueses, Miguel e Ana Cristina. Mas não só essa sessão foi ganha por um concorrente espanhol como os portugueses é que apanharam as provas mais difíceis: Miguel teve que guiar um carro guiado por um condutor vendado e apanhava choques a cada erro e foi à máquina zero na casa do Barbeiro. Cristina teve que apanhar maçãs com a boca num tanque cheio de cobras, aranhas e répteis suspensa por um elástico.
- Também houve uma sessão especial de celebridades onde os quatro concorrentes foram duas apresentadoras de televisão, o famoso ciclista Pedro Delgado e o Mr. T. himself.


A primeira temporada de "O Jogo do Ganso" ia para o ar na TVI aos sábados à noite. Recordo-me que nessa altura, também dava o "Parabéns" na RTP e o "Nunca Digas Banzai" na SIC à mesma hora, pelo que as noites de sábado na televisão em 1994 eram de encher o olho (quem me dera poder dizer o mesmo agora!). Depois de "A Amiga Olga", "O Jogo do Ganso" é um dos programas mais recordados dos primórdios da TVI. 

Genérico:



A carecada do concorrente português:


Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...