quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Os Três Mosqueteiros (1993)

por Paulo Neto

"Os Três Mosqueteiros", o imortal romance de Alexandre Dumas, já foi objecto de numerosas adaptações cinematográficas, a primeira numa produção francesa logo em 1903! Entre os diversos actores que desempenharam o papel de D'Artagnan contam-se Douglas Fairbanks, Don Ameche, Gene Kelly e Michael York.

A geração que cresceu nos anos 80 e 90 foi particularmente obsequiada com a história de D'Artagnan e seus companheiros. Primeiro com duas séries animadas, o mítico "Dartacão", símbolo de toda uma geração, e a versão animada de "Os Três Mosqueteiros" da qual o David já falou aqui na Enciclopédia. Depois numa produção da Disney para o grande ecrã em 1993 (que estreou em Portugal no início do ano seguinte).



Esta adaptação, realizada por Stephen Herek, contava no elenco com Chris O'Donnell (D'Artganan), Kiefer Sutherland (Athos), Oliver Platt (Porthos), Charlie Sheen (Aramis), Tim Curry (Cardeal Richelieu), Rebecca De Mornay (Milady de Winter), Julie Delpy (Constance) e Gabrielle Anwar (Rainha Ana). 


À revelia do Rei Luís XIII (Hugh O'Connor), o Cardeal Richelieu ordena a dissolução dos Mosqueteiros, a guarda real do rei, alegando que este será agora servido pela guarda do próprio Cardeal. Todos os mosqueteiros vêem-se obrigados a entregar as armas, e só três resistem: Athos, Porthos e Aramis. 
Entretanto, o jovem D'Artagnan chega a Paris para tornar-se mosqueteiro e, devido uma cadeia de peripécias, dá consigo a aceitar um duelo com cada um dos três mosqueteiros resistentes. Um ataque da guarda do Cardeal leva os quatro a cooperarem e a esquecer os desentendimentos.
Depois de D'Artagnan ouvir uma conversa em que o Cardeal Richelieu envia um espião entregar um tratado ao Duque de Buckingham que comprometerá o Rei de França, os quatro partem para interceptar o mensageiro. 



Ou melhor mensageira, pois trata-se da bela e perigosa Milady de Winter. Esta tenta seduzir e matar D'Artagnan mas ele convence-a a mantê-lo vivo. Quando os outros mosqueteiros os apanham, Athos reconhece Milady como Sabine, uma sua paixão antiga. O romance entre ambos tinha terminado quando descobriu que ela era uma fugitiva com marca de condenada.  



Antes de ser executada, Milady confessa que Richelieu e o seu aliado Rochefort (Michael Wincott) planeiam em matar o Rei. Os quatro companheiros regressam então a Paris, decididos a salvar o Rei e a desmascarar o Cardeal. 

Talvez por ser uma produção Disney, esta adaptação de "Os Três Mosqueteiros" optou por ignorar um dos fios condutores do livro que é a ligação amorosa entre a Rainha Ana e o Duque de Buckingham (que aqui é apenas mencionado). No entanto, põe em evidência a ligação passada entre Athos e Milady, pouco referida noutras adaptações. Talvez por isso, quem acaba por brilhar mais é Rebecca De Mornay, que rouba todas as cenas em que entra. Um das minhas cenas preferidas do filme é quando, durante um momento mais tenso da conversa entre Milady e o Cardeal, este exclama: "Basta eu estalar os dedos e você volta de novo para o cepo de onde a fui buscar!". Ao que ela responde, apontando-lhe prontamente uma adaga às suas partes baixas de Richelieu: "E basta eu mexer o meu punho, e eu posso mudar a sua religião."


No geral, é um filme que cumpre plenamente a sua função de entretenimento. Todos os outros actores têm desempenhos seguros, tem bom ritmo e estilo e não faltam bastantes momentos cómicos. Outras das minhas cenas preferidas é quando, deparando-se com um inimigo asiático que maneja habilmente a espada, Porthos faz troça dessas habilidades e com a espada acciona um alçapão para onde cai o adversário. E só mesmo Charlie Sheen para encarnar um Aramis que usa a sua religiosidade e lábia poética para o engate! 
  

Para o sucesso do filme contribuiu também o tema principal, "All for love", interpretado por três mosqueteiros musicais: Bryan Adams, Sting e Rod Stewart.


Excertos do filme:




Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...