segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Lena D'Água & Atlântida "Vígaro Cá, Vigáro Lá" (1981)

por Paulo Neto

Mais uma visita ao baú dos discos de vinil cá de casa, recordemos hoje o single "Vígaro Cá, Vigáro Lá", de Lena D'Água & Banda Atlântida em Novembro de 1981.


A inscrição "M.ª João, 25.12.1981" leva-me a concluir que o single foi um presente que a minha mãe recebeu no Natal de 1981. Curiosamente, nesse mesmo dia, eu completava 20 meses de vida.

Nascida em Lisboa a 16 de Junho de 1956 de nome Helena Maria de Jesus Águas, filha e irmã de dois grandes nomes do futebol nacional, Lena D'Água foi o principal rosto feminino do rock português. Estreou-se com alguns discos infantis no final dos anos 70 e em 1980, integrou os Salada de Frutas com quem gravou o álbum "Sem Açúcar", do qual foi extraído o imortal hit "Olhó Robot".

Porém, durante a Festa do Avante de 1981, vários problemas dentro do grupo levam à saída de Lena D'Água e Luís Pedro Fonseca. Dois meses depois, surgia este single que tinha como lado B o tema "Labirinto".


Quanto ao tema do lado A, é uma crítica à vigarice em Portugal, da pequena vigarice àquela das altas esferas nacionais. A letra é uma daquelas provas de que quanto mais as coisas mudam mais elas ficam na mesma.

Quem é que nunca foi aliciado
Por um desconhecido
A fazer um negócio da China
Para depois acabar enrolado
Sem um tostão furado
A rogar pragas ao gatuno
Que deu à sola com a massa

Há centenas por aí
À espera de encontrar
Um pato p'ra ovo pôr (quá quá quá)
Vão convencer-te a comprar o Marquês de Pombal,
O Campo Grande ou os Jerónimos

Tu tu ru ru ru ru, vígaro cá, vígaro lá (4x)

Quem nunca foi apalpado
No metropolitano
E deu pela falta da carteira
Quem nunca foi adormecido
Com a canção do bandido
Que tenta tocar-nos com talento
A malta da banda do São Bento

Há centenas por aí
À espera de encontrar
Um pato p'ra ovo pôr (quá quá quá)
Vão convencer-te a comprar o Marquês de Pombal,
O Campo Grande ou os Jerónimos

Tu tu tu ru ru ru ru, vígaro cá, vígaro lá (4x)

Vigaro cá, vígaro láaaaaaaaa!

Como cresci em Torres Novas e não em Lisboa, quando ouvia isto e referiam os Jerónimos, eu não pensava logo no Mosteiro mas sim numa loja de móveis do Entroncamento, que se chamava precisamente "Os Jerónimos". (E que ainda existe!)

Em 1982, saía o álbum "Perto de Ti", de onde também se destacaram a faixa-título e "Demagogia", onde em mais um caso de quando mais coisas mudam, mais elas ficam na mesma, era uma crítica à classe política.
O projecto de colaboração entre a cantora e a banda Atlântida ainda gerou mais álbum, "Lusitânia", em 1984. Em 1986, Lena D'Água afirma-se definitivamente como artista a solo.

Videoclip:








  

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...