quinta-feira, 19 de julho de 2018

Com A Verdade M'Enganas (1994)

por Paulo Neto

Após o (literalmente) explosivo final de "Roda da Sorte", transmitido no último dia de 1993, Herman José estreou pouco depois, no início de 1994, o seu novo concurso, "Com A Verdade M'Enganas" (sim, com o pronome apostrofado), onde fez-se acompanhar com os seus comparsas da "Roda da Sorte", Cândido Mota e Ruth Rita no mesmo horário de fim de tarde da RTP1 onde nos três anos anteriores girou a Roda.



Ao contrário da "Roda" que era adaptado de um original americano, este concurso era um conceito original, num cenário cheio de referências à banda desenhada e à pop-art de Roy Lichtenstein e afins. 
Cada programa tinha duas equipas de dois concorrentes formadas por sorteio prévio, pois cada um dos quatro concorrentes inscrevia-se individualmente e era constituído por cinco jogos e um puzzle final. Existem vários episódios do concurso no YouTube mas para servir de exemplo, vamos recorrer à prata da casa e utilizar o programa disponibilizado na Enciclopédia TV (subscrevam no YouTube, SFF!), que foi precisamente a primeira sessão do concurso a ser exibido na RTP. Trata-se da primeira de cinco sessões experimentais exibidas na semana de estreia, onde dois convidados famosos formava equipas com pessoas anónimas, neste caso Ana Bola e um rapaz chamado Miguel formaram a equipa A e Vítor de Sousa e uma rapariga chamada Cristina compunham a equipa B.



Jogo 1: Com A Verdade M'Enganas



No primeiro jogo, os membros de uma equipa tinham de adivinhar se duas afirmações sobre cada um dos concorrentes da equipa adversária eram verdade ou mentira. Cada resposta acertada valia 20 pontos.
Neste jogo, ficámos a saber que Ana Bola odeia feijão verde, que Miguel trazia boxers às riscas cor-de-rosas (que obviamente mostrou), que Vítor de Sousa tem mais de 200 miniaturas de cavalos e que Cristina odeia a cor lilás e arroz de polvo.

Jogo 2: Perguntas de cultura geral



O segundo jogo eram perguntas de cultura geral com três hipóteses de resposta. Para serem os primeiros a responder, as equipas usavam um botão que simulava um manípulo detonador de bombas. Cada resposta certa valia 20 pontos.

Leilões de letras


Depois de cada jogo, tinham lugar os leilões de letras. Ruth Rita surgia trazendo letras ora dentro de um carrinho de gelados ora de um carrinho de cabides e Herman escolhia um ou duas letras que fariam (ou talvez não) parte do puzzle final. As equipas licitavam os pontos que tinham até então sendo as letras arrematadas pela equipa que oferecesse mais pontos.

Jogo 3: Erros do Texto

No terceiro jogo, Cândido Mota lia um texto no original (neste caso um poema) e depois uma versão com erros, que as equipas tinham de detectar e corrigir e cada correcção acertada valia 20 pontos.
Neste programa por exemplo, em vez de "viu-se num outeiro com casas e árvores espalhadas", a nova versão dizia "sentou-se num outeiro com vacas e árvores empalhadas". 

Jogo 4: Sala das torturas
Um dos elementos de cada equipa seguia para outro parte do cenário onde se sentavam numas cadeiras a fazer lembrar as cadeiras eléctricas para jogar o quarto jogo em que à vez, um concorrente tinha 30 segundos para fazer rir o outro.
Nesta sessão experimental, Vítor de Sousa conseguiu resistir às tentativas de Ana Bola mas esta desmanchou-se a rir mal o seu colega proferiu o seu mítico bordão "Sobral do Monte Agraço já tem um parque infantil!", vindo de um anúncio do detergente Tide.
Neste jogo o concorrente que fizesse o adversário rir em menos tempo ganhava 40 pontos para a sua equipa. Caso nenhum dos concorrentes se risse ao fim dos 30 segundos, seria a assistência do programa a desempatar.
Nas sessões iniciais, os concorrentes geralmente não iam além de contarem anedotas ou dizer insistentemente "ri-te lá!" mas com o tempo, e sob apelo do Herman, os concorrentes começaram a preparar melhor este jogo, alguns trazendo alguns adereços. Recordo-me de uma concorrente que tentou recriar um anúncio de champô (o "Cabeça e Ombros", em alusão à marca "Head & Shoulders" - actual "H&S"- então recentemente chegada ao mercado português) pegando num frasco enorme e deitando partículas de esferovite sobre o cabelo.

Jogo 5: Letras aldrabadas

O quinto jogo era de longe o meu preferido e uma das principais razões porque mantive memórias deste concurso. Em cada sessão, um convidado musical, acompanhado ao piano por Pedro Duarte (que dava os apontamentos musicais ao vivo ao longo do programa), cantava uma canção do seu repertório e depois uma versão com erros na letra que os concorrentes tinham de detectar e corrigir, ganhando 20 pontos por cada correcção. Escusado será dizer que estas letras aldrabadas eram extremamente hilariantes e quase sempre os cantores ficavam perdidos de riso (e de algum embaraço) a tentar cantar as novas palavras. Para completar a farra, os membros da assistência que se viam ao fundo neste jogo costumavam fazer umas coreografias para acompanhar a canção.
Nesta sessão experimental, o convidado foi Clemente que cantou um dos seus temas mais emblemáticos, "Vais Partir" e viu-se depois a cantar "vais dormir (partir) naquela estrada" e "nuvens de alegria e mil gaitas (ventos) a cantar".     

Eis algumas das mais famosas letras aldrabadas que me recordo
Paulo Gonzo "Jardins Proibidos": "Rasga-se o Abreu (o céu) e lá vou eu"
Anabela "A Cidade (Até Ser Dia)": "De madrugada saio para a rusga (rua)", "entre um tiro (gin) e um beijo", "parto (sinto) tudo o que vejo, há um sarilho (brilho) no ar."
Dulce Pontes "Os Índios da Meia-Praia": "Vou fazer uma chinesa (casinha)", "com sete palmos de whisky (terra) se constrói uma bezana (cabana)"
Armando Gama "Esta Balada Que Te Dou": "Um sonho, uma curte (um livro)" (Aliás, foi neste programa que descobri que afinal ele não dizia "um sonho lindo".)
Manuela Bravo "Sobe Sobe Balão Sobe": "Nem uso preservativo (passaporte)"
Ágata "Perfume de Mulher": "Que eu morro de urticária (ciúme)", "Leva o soutien (perfume) da outra mulher."

Outras memórias:
- Quando Simara foi ao programa, Herman não resistiu em aproveitar o facto de ela ser brasileira para na versão aldrabada de uma canção que ela cantou substituir "saudades" por uma célebre palavra utilizada para definir um estado de excitação sexual que é semi-palavrão em Portugal mas que não tem essa conotação no Brasil (e que aliás os portugueses tinham ouvido regularmente na música do genérico da telenovela "Tieta"). E numa outra sessão com Dina, esta viu-se a cantar uma palavra semelhante mas que não é asneira e aliás faz parte da mitologia grega.
- Da mesma forma, quando Io Apolloni foi ao programa, Herman aproveitou as origens dela para introduzir palavras em italiano na versão aldrabada que ele retirou de uma revista de automóveis, como "sospensioni" e "servo freno".


Puzzle final

A equipa com mais pontos ao fim dos cinco jogos jogava o puzzle final onde tinha de adivinhar uma palavra-chave formada a partir de outras sete palavras que um dos concorrentes tinha de explicar por mímica, tendo como ajuda as letras que adquiriu durante os leilões, em 120 segundos.
Nesta sessão, Ana Bola fez a mímica das palavras (eram permitidos sons, como o que ela usou para a palavra "surdo" mas não podia dizer quaisquer palavras) que Miguel adivinhou correctamente, sendo que a palavra-chave do puzzle era corifeu.
Caso a equipa acertasse na chave-final, cada um dos elementos ganhava 600 contos (cerca de 3000 euros), caso contrário ganhavam os pontos que tinham acumulado em contos. A outra equipa recebia como prémio de consolação pequenos electrodomésticos (ou não fosse o concurso patrocinado pelas então inevitáveis Lojas Singer) como walkmans ou máquinas de pregar botões.



Ao contrário da "Roda da Sorte", "Com A Verdade M'Enganas" durou apenas alguns meses mas mesmo assim era um concurso agradável de se ver e ao qual Herman José imprimia todo o seu génio.
E já agora, o que será feito de Ruth Rita? Em 2008, quando a SIC recuperou brevemente a "Roda da Sorte", Herman José referiu que ela estava a tirar um curso de enfermagem e um artigo de 2011 do site do Correio da Manhã refere que ela tinha uma loja de roupa em Telheiras.

Ruth Rita em 2008 no programa Episódio Especial da SIC: Link
Além do Youtube, as sessões do programa estão disponíveis na RTP Play.

NOTA:
As emissões de "Com A Verdade M'Enganas" estenderam-se de 3 de Janeiro de 1994 a 5 de Julho de 1995.

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...