domingo, 6 de setembro de 2020

Filha Do Mar (2001-02)

por Paulo Neto




Com o sucesso de "Todo O Tempo Do Mundo", "Jardins Proibidos" e sobretudo "Olhos De Água", em 2001 as telenovelas portuguesas emitidas pela TVI tinham finalmente destronado o longo reinado das telenovelas brasileiras da Globo no pináculo das audiências. Percebendo que aí havia um filão a expandir, a TVI apostou em grande para a rentrée de 2001 e no dia 3 de Setembro desse ano fez estrear três novas telenovelas portuguesas, "Anjo Selvagem" para o horário do fim da tarde e "Filha Do Mar" e "Nunca Digas Adeus" para o horário nobre onde também se encaixaria a terceira edição do Big Brother. Ao contrário das outras duas, que eram adaptações de duas telenovelas latino-americanas ("Anjo Selvagem" da argentina "Muñeca Brava", "Nunca Digas Adeus" da mexicana "Mirada de Mujer", que por sua vez era uma adaptação de um original colombiano), "Filha Do Mar" era uma trama original de Manuel Arouca, o mesmo autor de "Jardins Proibidos", em parceria com Tomás Múrias.

O paralelismo com "Jardins Proibidos" também se verificou em muitos actores do elenco também entrarem nesta telenovela e que a protagonista juvenil foi seleccionado através de um casting promovido pela TVI entre centenas de candidatas.
"Filha Do Mar" foi exibida em 169 episódios entre 3 de Setembro de 2001 e 12 de Abril de 2002, tendo desde então sido reposta algumas vezes quer na TVI Ficção, quer nas madrugadas da TVI generalista e pôs em evidência duas regiões emblemáticas do nosso país: os Açores e o Ribatejo.

Salvador e Marta

Em 1991, Salvador Valadas (Marcantónio Del Carlo), oriundo de uma abastada família ribatejana, decide fazer uma viagem de veleiro em travessia do Atlântico com os seus amigos Guilherme (José Neves) e António Augusto, mais conhecido por Tutas (José Meireles). Chegados à ilha do Faial, Tutas entra em coma alcoólico e é socorrido por Marta Barquinho (Dalila Carmo), uma jovem médica natural da ilha. A partir desse momento, Salvador e Marta apaixonam-se loucamente um pelo outro e o que era apenas para ser uma curta estadia de poucos dias nos Açores acaba por se prolongar por um mês. Quando por fim, Salvador e os amigos partem, ele e Marta trocam promessas de amor e casamento.

Maria e Marta

Guilherme e Tutas

Mas é então que Guilherme se revela um amigo da onça. Com olho nas terras da família de Salvador, em especial a valiosa herdade A Lusitana, ele pretendia apresentar-lhe Sofia (Fernanda Serrano), uma gestora financeira recém-formada e que serve os seus interesses, em Nova Iorque e o amor que nasceu entre Salvador e Marta empecilhou-lhe os planos. Guilherme também controla Tutas ao instigar-lhe o trauma de uma suposta impotência sexual que o levou ao alcoolismo. Quando Salvador confia a Guilherme e Tutas uma carta e um anel para entregar a Marta, o veterinário decide mentir e dizer à jovem que Salvador morreu. Marta fica em choque, até porque está grávida de Salvador e pensa em se suicidar, mas acaba por decidir ter o bebé, dando à luz uma menina chamada Maria (Diana Marquês Guerra), a quem dirá que é filha do mar.

Dez anos depois em 2001, após a morte do seu pai Augusto (José Martins), Marta decide deixar os Açores com Maria e as duas partem para Santarém, onde Marta conseguiu uma colocação. Numa vila do concelho, alugam casa  a Francisca Nogueira (Noémia Costa), conhecida como Chica dos Provérbios, que tal como Marta criou sozinha a sua filha Diana (Vera Kolodzig). Na escola, Maria faz logo amizade com Tomás (Luís Simões) e será  através dele que Marta descobrirá a verdade, já que o petiz é filho de Salvador, que afinal estava vivo.

Diana
Chica

Tomás e Sofia


Convencido por Guilherme que Marta rejeitara o anel, Salvador acabou por se casar com Sofia que, independentemente dos ardis de Guilherme, se apaixonou verdadeiramente pelo marido. Embora não tenham tido um casamento infeliz, Salvador e Sofia vivem um momento tenso na relação já que ela tem se dedicado demais ao trabalho, descurando o marido e o filho.

Eduardo


Augusta

Alberto


Salvador é filho de Alberto Valadas (Luís Alberto), o dono da próspera herdade Lusitana, e de Augusta (Irene Cruz), que renega as suas origens humildes e é a prova do ditado "nunca sirvas a quem já serviu". Tem ainda dois irmãos, Eduardo (Rogério Jacques), com quem sempre teve um relacionamento tenso e Constança (Daniela Ruah), ainda adolescente. Salvador também é muito próximo da sua tia Concha (Lurdes Norberto), a quem o conservadorismo da família cortou o seu sonho de se tornar artista, tendo buscado conforto na academia de dança que fundou na zona e que é frequentada pelos jovens locais, como Diana e Constança.

Inevitavelmente Marta e Salvador acabam por se encontrar e apesar dos ressentimentos, a paixão entre ambos, que acreditavam extinta, renasce mais forte do que nunca. Mas não só Guilherme semeia mais mentiras e mal-entendidos como Sofia está disposta a tudo para lutar pelo marido. Com tudo isso, Marta acaba por desanimar e ceder às atenções de Eduardo que se apaixona por ela, criando ainda mais conflito entre os dois irmãos.

Constança e Manel do Coice

Outra história de amor proibido é aquela vivida por Constança e o jovem campino Manel do Coice (Hugo Sequeira). Os pais da jovem opõem-se ao romance aparentemente devido às diferenças sociais, mas existe um motivo é outro: Manel é filho ilegítimo de Alberto, perfilhado pelo seu braço direito Zé do Coice (José Eduardo). Mas mais tarde, vem-se a saber que Constança é na verdade filha de Eduardo com Fernanda (Ana Nave), uma paixão antiga. Só que esta tem um segredo: na verdade o pai da sua filha é Guilherme.

Entretanto Tutas, arrependido por ter contribuído para separar Salvador e Marta e descobrindo que nunca foi impotente, revolta-se contra as intrigas de Guilherme e expõe todas as mentiras e esquemas do veterinário. Guilherme vem também a perder o emprego quando Tomé Vieira (Almeno Gonçalves), o outro veterinário local que tinha sido desacreditado por Guilherme, salva o valioso cavalo Lafões. Rejeitado por todos, Guilherme acaba por morrer num acidente de automóvel. Depois de esclarecida a verdade, Marta e Salvador ficam livres para amar mas surge mais um obstáculo: Sofia espera um segundo filho do marido numa gravidez de alto risco.

Tomé


Migalhas


Ângela

Entre outras personagens, destaque para: Cajó Antunes (Luís Aleluia), o dono do restaurante local, conhecido como o Migalhas por ser obcecado em limpar as migalhas deixadas pelos clientes; Leonel Espiga (Eurico Lopes), o empregado engatatão da academia de dança; Samuel (Gonçalo Neto), um colega de Diana secretamente apaixonado por ela; e Ângela (Maya Booth), a amiga geek de Constança e Diana que disputa as atenções de Bernardo (Nuno Aramac), um garboso empregado da Lusitana, com a presunçosa Mariana (Inês Castel-Branco). O elenco da telenovela contou ainda com nomes como Fernando Ferrão, Rosa Villa, Natalina José, Licínio França, Manuela Cassola e uma participação especial de Ruy de Carvalho.

"Filha Do Mar" teve a particularidade de ter sido o público a escolher o final da novela entre os três que foram gravados: no primeiro, Marta ficava com Salvador e os dois criavam o filho de Sofia, que morre ao dar à luz; no segundo, Marta escolhia ficar com Eduardo e Salvador reconstruía a vida familiar com Sofia e os dois filhos; no terceiro, Marta voltava aos Açores com Maria. O primeiro final, que era também aquele que o autor queria, venceu esmagadoramente.
O autor editou também uma novelização da telenovela em livro (com apenas a trama principal), algo raro na teledramturgia portuguesa. Tanto quanto sei a única outra telenovela nacional com uma respectiva novelização foi "O Olhar da Serpente".



Na banda sonora, de onde destacaram-se o tema do genérico "Que É De Ti", interpretado por Dina e "Não Há" de João Pedro Pais (que mais tarde serviria como tema de genérico e inspiração para o título da telenovela "Ninguém Como Tu"). Tal como acontecera com Vera Kolodzig em "Jardins Proibidos", Diana Marquês Guerra foi escolhida para a jovem protagonista da telenovela através de um casting aberto promovido pela TVI, voltando à representação já adulta em trabalhos como a série "Os Filhos Do Rock", as telenovelas "O Sábio" e "Alma E Coração" e o filme "Leviano".



Com "Anjo Selvagem" inicialmente pensada para os fins da tarde e "Nunca Digas Adeus" a abordar alguns temas fortes, "Filha Do Mar" era tida entre as três novas telenovelas como a maior aposta para continuar o sucesso de "Olhos de Água". Porém, foi um pouco eclipsada pelo sucesso inesperado (e julgo eu extrapolado) de "Anjo Selvagem" que passou também para o horário nobre, mas pelo que me lembro acho que "Filha Do Mar" era a melhor telenovela de entre as três.  

Genérico:



Promo ao último episódio:



"Filha Do Mar" está disponível para visualização na TVI Player.


Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

1 comentário:

  1. Como ressalva a novela "Filhos do Vento" também foi transposta para livro, se procurarem devem achar o livro do Moita Flores.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...