terça-feira, 2 de junho de 2020

Hits do Euro-dance - Parte 1

por Paulo Neto

Goste-se ou não, é inegável que o euro-dance foi um dos géneros musicais que definiram os anos 90. E sim, eu confesso que era um tipo de música que eu gostava de ouvir na altura e que fui frequente comprador das colectâneas de dance-music editadas pela Vidisco ao longo da década. Como tal, eu pensei em iniciar aqui uma série para recordar os grandes hits do euro-dance e para começar elegi quatro dos meus preferidos, que curiosamente são todos do ano de 1994. Um deles, devido ao que se passa no mundo, tem sido muito recordado recentemente.

Ice MC "Think About The Way"


Foi em terras italianas que o britânico Ian Campbell ou Ice MC descobriu uma fórmula de sucesso ao conjugar o seu rap com batidas de italo-house, com o produtor Roberto Zanetti (conhecido nos anos 80 pelo seu grupo Savage que teve o hit internacional "Don't Cry Tonight). Em 1989, o seu primeiro single de estreia "Easy" fez sucesso na Alemanha, Áustria, França e Suíça e no ano seguinte, foram editados outros temas se seguiram como "Cinema", faixa-título do seu álbum de estreia, onde Campbell ia debitando nomes de estrelas de Hollywood (Badaró chegou a fazer uma versão em que listava cançonetistas portugueses) ou "OK Corral", com matizes western. Depois do álbum seguinte "My World" (1991) ter passado despercebido, o projecto mudou de fórmula com Ian Campbell a abandonar o rap tradicional para o estilo raggamuffin e com vozes femininas a cantarem o refrão, fórmula essa que viria a se tornar bastante comum em vários discos de euro-dance. O primeiro single do álbum "Ice 'N' Green", "Take Away The Colour" tinha a participação de Simone Jay, mas para os single seguintes e restantes faixas, a voz feminina que se ouvia era da italiana Alessia Aquillani, ou Alexia.
E chegamos a "Think About The Way" que eu descobri na colectânea Dance Mania 94 e que se tornou rapidamente uma favorita pessoal. A conjugação entre a batida eurodance, o raggamuffin supersónico de Ice MC e a voz de Alexia era de facto vencedora. Lembro-me que certa vez eu e um primo meu sentámo-nos a ouvir a canção para ver se conseguíamos perceber em conjunto o que Campbell dizia nas suas partes mas as únicas palavras que fomos capazes de perceber eram as nacionalidades: "American", "Chinese", "African", "Colombian", "Jamaican" e por aí fora
No videoclip, era uma actriz que fazia playback das partes de Alexia mas esta apareceu nos seguintes. Em 1996, "Think About The Way" seria imortalizado com o seu uso no filme de culto "Trainspotting", ilustrando uma sequência irónico-turística da cidade de Londres, para onde o protagonista Mark Renton decide recomeçar a vida.



Ice MC viria a ter mais alguns hits como "It's A Rainy Day" (n.º 1 do top italiano) e "Russian Roulette", mas nos anos seguintes seria Alexia a obter mais sucesso a solo com temas como "Me And You", "The Summer Is Crazy" e "Uh La La La".


Cappella "Move On Baby"


Natural de Brescia, Gianfranco Bortolotti tornou-se DJ para pagar os seus estudos universitários e descobriu uma inesperada vocação para tal. Aos poucos foi ganhando status e estabelecendo contactos que resultaram na fundação o seu próprio estúdio e a sua própria editora, Media Records, que fez com que Bortolotti editasse intensivamente o seu repertório sobre vários alias como Club House, Anticappella, 49ers e Fits Of Gloom. Mas o seu projecto preferencial tinha o nome de Cappella, sob o qual foram editadas no final dos anos 80 as faixas acid-house "Bauhaus" e "Helyom Halib". Em 1993, o projecto Cappella foi renovado para produzir faixas de techno-pop que se tornaram grandes êxitos como "U Got 2 Know" e "U Got 2 Let The Music". Por esta altura, as duas caras do projecto eram dois cidadãos ingleses, o rapper Rodney Bishop e a bailarina Kelly Overett que surgiam nos videoclips e nas capas dos discos. E em 1994, o single "Move On Baby" tornou-se mais um sucesso e o meu tema preferido de Cappella. Dois anos mais tarde, "Move On Baby" seria amplamente utilizado no famoso programa da SIC "Agora Ou Nunca", sobretudo durante a entrada do apresentador Jorge Gabriel.



Outros dois singles dos Cappella foram editados em 1994, "U & Me" and "Move It Up", mas depois Bishop e Overett foram afastados do projecto quando ficou claro que as vozes que se ouviam não eram as deles, sobretudo devido em actuações em que Kelly Overett teve de cantar ao vivo como no programa "Top Of The Pops". Veio-se a descobrir que as vozes que se ouviam em "Move On Baby" eram as de Ricardo Overman e Eileina Dennis. (Ainda assim, Rodney Bishop e Kelly Overett editariam ambos singles em nome próprio e com as suas vozes.) O projecto Cappella continuaria mais uns anos com outras vozes e caras, e um eventual regresso de Bishop, destacando-se temas como "Tell Me The Way" e "Turn It Up And Down".
   

Gloworm "Carry Me Home"


Antes de conhecer um grande sucesso internacional enquanto membro dos Faithless, um dos projectos do produtor britânico Rowland "Rollo" Armstrong (irmão da cantora Dido) foi os Gloworm onde a cara do projecto era o cantor gospel americano Sedric Johnson. "I Lift My Cup" foi o primeiro single, mas o grande hit foi "Carry Me Home", onde Johnson cantava sobre as dificuldades e alegrias da vida quotidiana. E era precisamente o fortíssimo desempenho de vocal de Sedric Johnson sobre as batidas de Rollo que brilhava ao longo da faixa e a tornava uma audição apelativa, sobretudo no refrão "Alone, alone, I did everything I could do...".


A voz feminina que se ouvia em "Carry Me Home" era a de Pauline Taylor, que foi ainda mais notória no terceiro e último single do projecto Gloworm "Young Hearts". Em 1995, Sedric Johnson e Pauline Taylor chegaram a actuar em alguns programas e discotecas em Portugal, mas a digressão por terras lusas foi algo abruptamente interrompida devido a problemas de Johnson nas cordas vocais. 

Corona "The Rhythm Of The Night"


Devido às semelhanças nominais com uma das designações do vírus que tem assolado o mundo, recentemente este grupo de euro-dance e o seu maior hit tem sido sobejamente relembrado.
Nos anos 80, o italiano Francesco Bontempi obteve alguma notoriedade internacional com faixas italo-disco que assinou sob o nome Lee Marrow. Em 1993, Bontempi iniciou outro projecto sob o nome de Corona com a cantora Giovanna Bersola, também conhecida por Jenny B a cantar no primeiro single "The Rhythm Of The Night" (cuja melodia nos versos era semelhante ao do tema "Save Me" de Say When). No entanto, quem seria a cara pelo projecto seria a brasileira Olga de Souza que aparecia a dançar e a rodopiar alegremente no videoclip passado num parque de diversões. A versão mais conhecida de "The Rhythm Of The Night" contém um sample de "Playing With Knives" dos Bizarre Inc e existe um remix com a participação do já referido Ice MC.


O projecto Corona continuou com mais alguns hits como "Baby Baby", "Try Me Out", "I Don't Wanna Be A Star" e "The Power Of Love", com Olga de Souza como a cara do projecto mas com a britânica Sandy Chambers a ser a voz (embora Souza cantasse em algumas actuações ao vivo). O projecto Corona ainda está activo com novos produtores e ao que consta já com algumas canções cantadas de facto por Olga de Souza, que tem a sua própria label. Por seu turno, Jenny B continuou a dar vozes a faixas de euro-dance em que outras mulheres apareciam a fazer playback da sua voz como "The Summer Is Magic" de Playahitty ou "You & I" de J.K, mas também foi editando música em nome próprio, em inglês e italiano, e foi devidamente creditada em alguns outros temas, como por exemplo "Gonna Get Your Love" dos S-Sense (2000).
Quanto a "The Rhythm Of The Night", ainda hoje continua a ser um clássico imprescindível em festas dos anos 90, o refrão inspirou algumas versões alternativas como "Is this a Reebok or a Nike?" ou, no Brasil, "Jesus humilha Satanás" , recebeu uma inspirada cover dos Bastille em 2013 (emparelhada com outro clássico euro-dance "Rhythm Is A Dancer") e em 2019 foi amplamente samplado em "Ritmo (Bad Boys For Life)" dos Black Eyed Peas com J Balvin. E claro, durante a quarentena, não faltou quem o tenha tocado em casa ou das suas varandas.

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...