terça-feira, 19 de abril de 2016

Roque E Role (1988-89)

por Paulo Neto

Nos anos 80, havia bastantes programas na RTP onde os cantores e bandas musicais da nossa praça apareciam para apresentar o seu repertório. Em 1988, no mítico espaço infanto-juvenil "Juventude e Família" conduzido pelo mítico Lecas, estreou o programa "Roque e Role" onde vários grupos e intérpretes nacionais não só actuavam diante de uma jovem plateia como respondiam às questões colocadas pelos jovens espectadores. 
Os dezoito programas foram todos gravados em 1987 mas o programa só estreou em Outubro de 1988. Os primeiros quinze programas foram exibidos em sábados consecutivos até Janeiro de 1989, os três últimos só foram para o ar alguns meses depois e de forma mais espaçada entre Julho e Setembro de 1989. O que explica que por exemplo, que nos programas dos Ministars e dos Onda Choc estes cantassem músicas de álbuns mais antigos quando já tinham editados discos mais recentes.
A maioria dos programas de "Roque e Role" estão disponíveis no YouTube, para as quais este artigo fornece um link.

1. Tó Sequeira: (link) No primeiro programa, o convidado era Tó Sequeira, um simpático senhor com um ainda mais simpático bigode que nos anos 80, era presença habitual em vários programas da RTP, incluindo infantis, como "Ora Agora Conto Eu". E é da sua autoria a definitiva versão nacional da clássica cantilena country "Singing Round The Mountain": o "Fui De Visita À Minha Marrocos", que aliás também deu título a uma famosa mini-série infantil da RTP de 1985, ainda hoje bastante recordada. Eu próprio já vi actuar Tó Sequeira ao vivo uma vez em 1992, mas desde então nunca mais soube dele. O que é feito de Tó Sequeira?     



2. Xutos & Pontapés: (link) o ano de 1987 tinha sido o ano de consagração dos Xutos que com o clássico álbum "Circo de Feras" agarraram o ceptro de maior banda rock nacional. Claro que neste programa não podiam faltar hits como "Contentores", "N'América", "Sou Bom" e sobretudo "A Minha Casinha".  



3. Ministars: Os Ministars era um grupo infantil composto por membros do Coro Infantil de Santo Amaro de Oeiras que fazia versões de conhecidos temas internacionais. O projecto foi uma ideia de José Niza, adaptando para Portugal este conceito de grupo infantil originalmente criado na Holanda, também sob o nome de Ministars. O sucesso dos Ministars nacionais foi imediato junto de miúdos e graúdos. Quando o "Roque e Rol" deles foi para o ar, já tinham editado o segundo álbum e estavam prestes a lançar o terceiro, mas no programa interpretaram canções do primeiro álbum, que incluíam versões de "Wake Me Up Before You Go-Go", "Life Is Live" ou "Rock Me Amadeus" que acabaram por ser tão míticas para a sua geração como os originais. Desse primeiro álbum também fazia parte "Cantar Em Português", uma espécie de canção-assinatura do grupo que era uma versão de "Love Is All", tema de 1976 da autoria de Roger Glover, cantado por Ronnie James Dio.  


4. Badaró: Já falámos aqui sobre a vida de Manlio Hedair Badaró, o brasileiro que veio a Portugal para um espectáculo de uma companhia brasileiro e que por cá acabou por ficar até à sua morte em 2008, deixando muitos sucessos no teatro e televisão nacional. Na altura, Badaró teve muito sucesso com o programa "O Grande Pagode" onde recuperou a sua mítica personagem do Chinesinho Limpopó, que era co-apresentado por uma muito jovem mas já artisticamente activa Ana Malhoa. Chegou a ser editado depois um disco com as músicas desse programa, mas não sei se terão sido apresentadas nesta emissão do "Roque e Role".  


5. José Barata Moura: este conhecido professor catedrático e futuro reitor da Universidade de Lisboa continuava a ser um ídolo da pequenada e por isso, foi mais uma oportunidade para ouvir temas bem conhecidos de José Barata Moura.


6. Raúl Indwipo: já então a única metade viva dos Duo Ouro Negro, Raúl Indwipo interpretou canções tanto dos tempos da parceria com Milo McMahon como do seu repertório a solo.



7. Carlos Paião: este programa foi exibido a 26 de Novembro de 1988, precisamente três meses depois do trágico e cruelmente prematuro falecimento de Carlos Paião. Foi com grande emoção que muitos telespectadores puderam assistir a esta emissão (recordo-me da minha mãe até ter chorado) onde Carlos Paião interpretou temas tão célebres como "Cinderela" e "Marcha do Pião da Nicas" e até fez algumas brincadeiras envolvendo efeitos sonoros com dois dos pequenos membros da assistência.  

8. José Jorge Letria: Figura de proa do jornalismo e da poesia nacional, José Jorge Letria revisitou alguma da sua obra dedicada ao público infantil.


9. Carlos Alberto Vidal /Avô Cantigas: (link) Nesta emissão, Carlos Alberto Vidal respondeu às perguntas dos mini-espectadores como ele próprio mas interpretou as canções na pele do seu eterno avatar Avô Cantigas, onde não faltaram músicas do seu famoso álbum "Histórias do Corpo Humano" como "O Esqueleto Anacleto" e "O Cigarro e O Formigo".


10. Carlos Alberto Moniz:  (link) É conhecido o vasto repertório de Carlos Alberto Moniz para o público infantil. Esta emissão pode-se ouvir temas como "Jardim Zoológico da Pernas Para o Ar", "Olha o Céu Dentro do Chapéu" e "Uma História Ao Fim Do Dia".


11. Onda Choc: (link) Surgidos no mesmo ano dos Ministars, os Onda Choc formaram com aqueles durante anos a fio uma mítica dicotomia de grupos infantis que cantavam versões de êxitos internacionais. À data da exibição do programa já estavam a editar o quarto álbum "Na Minha Idade" mas aqui interpretaram faixas do segundo álbum "Namoro" com famosas versões de "Nothing's Gonna Stop Us Now", "Take My Breath Away", "Walk Like An Egyptian" e a mítica versão de "La Bamba" que menciona a Ria de Aveiro.


12. Ana Faria: (link) Seguiu-se a mentora dos Onda Choc, Ana Faria que interpretou temas do seu célebre álbum "Brincando Aos Clássicos", com a colaboração do seu queijinho, perdão, filho mais novo Pedro. Uma emissão onde não faltou a famosa cantiga do Luís que queria ir a Paris.


13. Delfins: (link) Longe de imaginar o nível de sucesso que teriam na década seguinte, a banda de Miguel Ângelo apresentou alguns dos mais famosos hits dos seus primeiros anos como "A Baía de Cascais", a sua versão de "Canção do Engate" que se tornou tão mítica quanto o original de António Variações e "O Caminho da Felicidade", também conhecida como "forte como um leão", que viria a ser o título do multi-platinado álbum best of da banda.


14. Lena Coelho & Banda Sucesso / Afonsinhos do Condado: (link) Este foi o único programa com duas bandas diferentes. A Banda Sucesso foi o primeiro projecto pós-Doce de Lena Coelho, com uma imagem e presença em palco ainda mais arrojadas do que nas Doce, claramente influenciados pelos Transvision Vamp. Como a banda só editaria duas canções: "Fintas de Amor" e "Sucesso", o resto do programa foi ocupado pelos Afonsinhos Do Condado, onde não faltou o hit "A Salsa das Amoreiras". A página de Facebook do clube de fãs de Lena Coelho tem várias imagens da sua actuação neste programa.


15. Carlos Mendes: (link) o intérprete de "A Festa Da Vida" e "Amélia dos Olhos Doces" apresentou neste programa temas do seu famoso álbum infantil "Jardim Jaleco" de 1978.


16. Herman José: (link) Com o Herman, a diversão estava garantida nesta emissão onde revisitou alguns dos seus célebres hits como "A Cor do Teu Baton", "Serafim Saudade" e "Vamos Lá Cambada".


17. Radar Kadafi: (link) foi em 1987 que a banda lisboeta liderada por Luís Gravato fez-se notar no panorama musical nacional quando editou o seu único álbum "Prima Donna" que incluía o hit "40 graus à sombra"

18. Paulo de Carvalho: (link) O cantor de "E Depois Do Adeus" continuava a ter muito sucesso nos anos 80, graças aos álbuns "Desculpem Qualquer Coisinha" e "Um Homem Português", tendo sido interpretados neste programa músicas desses discos. No entanto, a emissão pecou pela ausência do grande hit "Os Meninos de Huambo". 


Vídeo de actuação dos Xutos & Pontapés "N'América"


Fotografias do site "Brinca Brincando"

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

1 comentário:

  1. Obrigado pelo post, acabei por desfazer uma duvida. tinha visto o video no youtube com os míticos Onda Choc da minha infância, mas n estava a bater certo a data com as musicas que eles cantavam. Assim fica esclarecido, a pesar de ter ido para o ar em 1988, as musicas são do álbum de 87

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...