quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

O Milagre da Rua 8 (1987)

por Paulo Neto

Filmes que eu vi na "Sessão da Noite", o espaço de cinema da RTP às sexta-feiras à noite no início dos anos 90 - Capítulo 728:
Lembro-me que quando este filme estreou em Portugal em Julho de 1988, eu ter achado muito piada aos pequenos robôs extraterrestres que se viam nos trailers e cartazes do filme e ter ficado com curiosidade para ver o filme. Contudo, tal só se concretizou uns anos mais tarde quando o filme passou na RTP no espaço acima referido.



"O Milagre da Rua 8", no original "Batteries Not Included", foi realizado por Matthew Robbins, tendo estreado na América na quadra natalícia de 1987. Trata-se de uma comédia de ficção científica sobre um grupo de pequenos robôs vindo do espaço que travam amizade com os habitantes de um prédio no East Village nova-iorquino. A história foi inicialmente pensada para um episódio da série "Contos Assombrosos" mas Steven Spielberg gostou tanto da ideia que a sua produtora decidiu antes avançar para um filme. Um dos argumentistas e produtores foi Brad Bird, actualmente conhecido como realizador de filmes de animação como "Os Incríveis" e "Ratatouille". 



Entre as pessoas que vivem num prédio antigo da Rua 8 em Nova Iorque, contam-se: o casal idoso Frank (Hume Cronyn) e Faye Riley (Jessica Tandy) que são os administradores do prédio e donos do café ; Marisa Esteval (Elizabeth Peña), uma jovem grávida de um músico em digressão; Mason Baylor (Dennis Boutsikaris) um artista frustrado; e Harry Noble (Frank McRae) um pugilista retirado que ganha a vida a fazer todo o tipo de consertos e reparações.



Lacey (Michael Greene), um empreiteiro sem escrúpulos, pretende demolir o prédio para levar a cabo o seu novo projecto de construção de um bloco de arranha-céus e tenta subornar os residentes para se irem embora. Alguns como Sid Hogenson (Tom Aldredge) e a sua esposa Muriel (Jane Hoffman), amigos de longa data dos Riley, aceitam o dinheiro e vão-se embora. Mas como os Rileys, Marisa, Mason e Harry recusam-se a sair, Lacey contrata Carlos (Michael Carmine) líder de um gang para intimidá-los, ameaçando-os e causando todo o tipo de estragos. Essa é a gota de água para Pamela (Wendy Schaal), a namorada de Mason, que vai-se embora farta de viver num prédio antigo e da carreira dele não ir a lado nenhum. Perante os vandalismos no café e a crescente debilidade mental de Faye (que confunde Carlos com o seu falecido filho Bobby), Frank considera também ir-se embora.




Mas certa noite, dois pequenos extraterrestres em forma de robô chegam ao prédio e consertam o café dos Riley. O casal de robôs rapidamente trava amizade com os residentes do prédio que lhes chamam de Fix-Its. Não só os Fix-Its reparam todos os estragos e ajudam na cozinha do café dos Riley como também afugentam Carlos quando ele vem para novas ameaças.
A Fix-it fêmea está grávida e dá à luz três crias, mas uma delas nasce já morta. Porém Harry consegue consertá-la e trazê-la à vida. Enquanto isso, nasce um romance entre Marisa e Mason.



Tudo parece perdido quando não só os Fix-Its decidem partir quando Carlos ataca o Fix-It pai e a segurança dos Fix-It filhos fica em risco como um cada vez mais impaciente Lacey contrata um incendiário, Kovacs (John Pankow), para dar cabo do prédio de uma vez por todas. Surpreendentemente, é Carlos quem salva Faye do incêndio e quando o prédio fica em escombros, o milagre acontece com milhares de Fix-Its a restaurá-lo de novo, acabando para sempre com os planos de Lacey.

Casados desde 1942, Hume Cronyn e Jessica Tandy voltaram a fazer de casal num filme dois anos após "Cocoon - A Aventura dos Corais Perdidos". Tandy ganhou o prémio Saturn para Melhor Actriz neste filme. 

Trailer:


Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...