terça-feira, 7 de março de 2017

Jackass (2000-2002)

Hello, I'm Paulo Neto. Welcome to Enciclopédia de Cromos!

Tecnicamente, jackass é um termo em inglês para designar um burro macho mas que também pode ser usado para definir um indivíduo que se comporta como um parvalhão. E em 2000 surgiu na MTV um programa com um número de indivíduos a comportarem-se basicamente como parvalhões. Como tal, o programa não podia ter outro nome que não "Jackass" e rapidamente tornou-se um exemplo primordial de um programa tão mau que dá à volta e fica bom.



A ideia para o programa começou em 1998 através de vídeos produzidos pela revista Big Brother, direccionada a adeptos da subcultura do skateboarding. A revista tinha vários colaboradores que viriam a fazer parte do elenco do programa. Um deles era Johnny Knoxville (nascido Philipp John Clapp Jr. na cidade do estado do Tennessee que adoptou como apelido artístico), então um actor e guionista da segunda divisão distrital, que teve a ideia de um vídeo em que ele serviria de cobaia para testar vários mecanismos de segurança como tasers, gás pimenta ou levar um tiro vestindo um colete anti-balas vestido. Esses stunts foram incluídos num dos filmes produzidos pela Big Brother. O director da revista, Jeff Tremaine, começou então a trabalhar com Knoxville numa ideia para um programa de televisão que misturava desportos radicais, partidas tipo apanhados, acções auto-flagelantes e outros actos tresloucados. O realizador Spike Jonze, amigo de Tremaine, aderiu à produção do projecto e no dia 1 de Outubro de 2000, o primeiro episódio de "Jackass" estreava na MTV americana, tendo estreado na MTV Europe (que era a que chegava a Portugal antes de termos a nossa MTV nacional) no ano seguinte.

Wee Man, Ehren McGhehy, Steve-O, David England, Preston Lacy,
Brandon Di Camillo, Ryan Dunn, Bam Margera, Johnny Knoxville, Chris Pontius

Além de Johnny Knoxville, que cedo se afirmou como o líder carismático da pandilha de jackasses, o elenco do programa era constituído por Chris Pontius aka "The Party Boy", para quem qualquer desculpa era boa para tirar as roupas e ficar apenas de tanga; o skater Brandon "Bam" Margera e seus amigos Ryan Dunn (falecido em 2011 num acidente de viação), Brandon DiCamillo, Chris Raab ou "Raab Himself" e Rake Yohn; outros colaboradores da Big Brother como Dave England, Rick Kosick e Ehren McGhehy; Steve Glover ou "Steve-O" aquele sempre pronto a subir a fasquia da loucura; e a dupla de extremos opostos, o pequenino Jason "Wee Man" Acuña e o grande e gordo Preston Lacy. Jeff Tremaine e o operador de câmara de origem bielorrussa Dmitry Elyashkevich também apareciam regularmente.



Eis algumas coisas que eu recordo do programa
- Cada episódio começava com a frase "Hello I'm Johnny Knoxville. Welcome to Jackass." embora nem sempre fosse o próprio a dizê-la.
- A música do genérico é "Corona" da banda punk-rock Minutemen, originalmente editada em 1984.
- Alguns dos segmentos eram tipo programa de apanhados onde os membros do elenco apanhavam pessoas na rua. Recordo-me por exemplo de Steve-O com andas a cair no meio das ruas de Los Angeles, Johnny Knoxville caracterizado como idoso a cair na rua (mas quando as pessoas vinham ao seu auxílio ficavam surpreendidas ao ver aquele velhote tinha afinal a agilidade de alguém mais novo), Ehren McGhehy vestido de fada dos parquímetros a meter moedas nos ditos cujos ou o Wee Man a fugir de um carrinho de bebé a que foi pedido a um transeunte para tomar conta.
- Outro segmento recorrente era aquele em que Bam Margera pregava partidas à sua família: o pai Phil, a mãe April, o tio Don Vito e o irmão Jess, como por exemplo acordar os pais das formas mais barulhentas e passíveis de lhes causar um enfarte. Era bem visível que nas caras do casal Margera podia-se ler "andámos nós a criar um filho para isto".  
- Um dos segmentos mais famosos é aquele em que Johnny Knoxville leva com vários ataques às suas partes baixas (ainda que protegidas por uma conquilha) na forma de balas, frutas, martelos e pontapés de crianças.
- Algumas celebridades apareceram no programa como Gene Simmons dos Kiss, o "deus" do skate Tony Hawk e Brad Pitt.
- Além de April Margera, a única presença feminina regular na série foi a da modelo e actriz Stephanie Hodge, geralmente a fazer de cheerleader.
- Mesmo no meio de gente tão maluca, Steve-O era aquele que levava os actos de loucura a outros níveis, sobretudo os mais auto-flageladores como agrafar as nádegas.
- No entanto, o acto que mais me ficou na memória foi executado por Dave England que fez uma omelete de vomitado, cozinhada com os ovos e outros ingredientes previamente ingeridos e regurgitados por ele. Mesmo surgindo em rodapé uma nota de que a omelete foi cozinhada a uma temperatura que eliminava os elementos tóxicos do vómito, fez-me impressão ver depois England a comer a sua própria confecção estomacal.  



Apesar de no início de cada episódio surgir uma mensagem que se pedia aos telespectadores que não repetissem as acções executadas nesse programa e afirmando que a produção não veria nem abriria filmes enviados de pessoas a serem jackasses - e de surgir ocasionalmente uma mensagem em rodapé para não reproduzir uma actividade especialmente perigosa - o programa foi acusado e culpabilizado pelas mortes e ferimentos de jovens que tentavam recrear os stunts do programa. Chegou a haver um episódio do CSI em que um grupo de adolescentes era morto durante a filmagem de um vídeo tipo "Jackass". 

Eu lembro-me de ver o programa às sextas-feiras à noite com o meu irmão (numa altura em que raramente gostávamos das mesmas coisas). O nosso pai viu uma vez um episódio e riu-se ainda mais que nós, ao passo que sempre que calhava a nossa mãe estar na sala quando víamos "Jackass", ela ficava com um ar de que não percebia que raio de graça havia naquilo. 

Ao todo houve 25 episódios exibidos em três temporadas. A franchise gerou ainda três filmes: "Jackass: The Movie" (2002), "Jackass: Number Two" (2006) e "Jackass 3D" (2010) e várias spin-offs: "Viva La Bam", "Wildboyz" e "Nitrocircus". Outros países também tiveram a sua versão nacional de "Jackass" como o "Dirty Sanchez" (Reino Unido), "Dudesons" (Finlândia), "Tokyo Shock Boys" (Japão) e "Ogags" (Filipinas). Os vídeos do francês Remi Gaillard também foram influenciados pelo programa. 

O sucesso de "Jackass" acabou por trazer fama ao elenco e deu-lhes várias oportunidades no cinema e na televisão. Hollywood acolheu Johnny Knoxville para papéis em "Men In Black 2" e "Os Três Duques" e foi a voz do Leonardo na infame adaptação de Michael Bay das Tartarugas Ninja. Chris Pontius entrou no filme "Somewhere" de Sofia Coppola e Steve-O apresentou "Killer Karaoke", que por cá teve uma adaptação na SIC sob o título "Canta Se Puderes". 
Vários membros do elenco de "Jackass" têm dado pistas que um quarto filme está para breve, em jeito de homenagem a Ryan Dunn. 





     

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...