terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Spice Girls "2 Become 1" (1996)

por Paulo Neto



É assaz incontornável falar das Spice Girls quando se fala nos anos 90. Quando o quinteto britânico se estreou em 1996 com o viciante e algo esquizofrénico "Wannabe", foi todo o início de uma explosão e durante os dois anos seguintes, as canções e os rostos de Emma Bunton, Melanie Brown, Melanie Chisholm, Geri Halliwell e Victoria Adams-Beckham estavam em todo o lado. 
A receita do sucesso era simples: o preenchimento de uma lacuna na indústria musical para grupos pop femininos (em contraponto à overdose de boybands da altura), uma mão-cheia de canções orelhudas e uma atitude irreverente que apelava a ambos os géneros e a várias idades. Se para um rapaz era desconfortável assumir que se gostava das canções das boybands, havia menos complexos em assumir o gosto pelas Spice Girls. Sempre se podia dizer: "Elas são gajas boas".  
O problema com o repertório das Spice Girls é que é demasiado filho do seu tempo, com uma sonoridade tão anos 90 que após o final da década, já soava demasiado datado. O que de certa forma explica que a tournée de reunião em 2007 e o álbum de greatest hits editado nesse ano tenham ficado aquém do esperado.



Entre os temas das raparigas especia(r)i(a)s que melhor envelheceram está o meu preferido, a balada "2 Become 1". Era o terceiro single do grupo e seguia a regra não escrita no marketing da música pop que após dois singles mais mexidos, convém que o terceiro seja uma balada. E assim foi, após "Wannabe" e "Say You'll Be There" (ou como certa vez ouvi uma miudita trautear "sei de um bidé"), surgiu "2 Become 1" um tema calminho e fofucho ideal para a quadra natalícia de 1996.
"2 Become 1" foi escrito pelos cinco membros do grupo com Richard Stannard e Matt Rowe, e foi alegadamente inspirada na ligação amorosa que Rowe e Geri Halliwell tinham na altura. Pelo título, dá para ver que a letra fala sobre o acto de fazer amor, confirmado quando no refrão elas ronronavam "wanna make love to ya, baby". E na recta final, existe mesmo uma referência ao sexo seguro, quando Emma Bunton canta "be a little bit wiser, baby, put it on, put it on", sendo que o "it" é obviamente um preservativo.
Mas apesar das referências ao sexo, o tema não deixa de ser bem meloso e fofinho como uma balada pop deve ser, perfeito para casais dançarem agarradinhos e/ou levarem a cabo uma sessão de curte. 

Quem comprou o álbum "Spice", notará que a versão de "2 Become 1" aí incluída é diferente da versão de single e do videoclip. No álbum, uma parte da segunda estrofe é cantada por Geri Halliwell e soa assim: "Any deal that we endeavour, boys and girls feel good together" e na versão single, essa parte é cantada por Victoria que diz: "Once again if we endeavour, love will bring us back together". Alegadamente, a mudança deu-se por duas razões: porque Geri não conseguia cantar num tom mais agudo e para confirmar que Victoria cantava qualquer coisa, ela que foi sempre apontada como aquela que tinha menos contribuição vocal.



Além disso, o respectivo videoclip da canção é também sobejamente recordado, com as cinco Spice no meio de imagens aceleradas de Nova Iorque. Na verdade, elas foram filmadas num estúdio em Londres diante de um ecrã verde de croma e só depois, as imagens de Nova Iorque foram sobrepostas.

Como não podia deixar de ser, "2 Become 1" foi mais um grande hit para as Spice Girls, sendo o n.º 1 do top britânico no Natal de 1996 e vendendo mais de um  milhão de cópias só no Reino Unido. Foi também n.º 1 em Espanha e na Irlanda.

Apesar dos seus dias gloriosos já terem passados, o legado das Spice Girls permanece bastante vivo e as cinco moçoilas continuam bastante activas, entre a televisão, a moda, a representação e os ocasionais discos a solo.             

Videoclip:


Versão do álbum:


Versão em espanhol:


Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...