sábado, 26 de outubro de 2013

A Indomada (1997)

por Paulo Neto

Vamos a mais uma telenovela? Confesso que esta foi uma das minhas preferidas da década. Aguinaldo Silva voltava a usar a sua fórmula vencedora que já tinha usado em títulos como "Tieta", "Fera Ferida" e "Pedra Sobre Pedra": o imaginário do Nordeste rural brasileiro, humor, misticismo e sensualidade. Era uma receita que continuava a funcionar mas que já estava a ficar muito vista, pelo que desde então as telenovelas do autor têm sido maioritariamente urbanas.



Exibida no Brasil e em Portugal (via SIC) em 1997, "A Indomada" transportava-nos para Greenville, uma pequena cidade fundada por ingleses imigrados no Brasil, que fazia com que os seus habitantes misturem costumes nordestinos e ingleses, sobretudo no falar ("Ôxente, my god!") e não dispensem o chá das cinco. A encabeçar o elenco, estava Adriana Esteves, em dois papéis: Eulália e mais tarde a filha desta Lúcia Helena.



Numa primeira fase da história, Eulália Mendonça de Albuquerque apaixona-se por Zé Leandro (Carlos Alberto Riccelli) um trabalhador da plantação de cana de açúcar, propriedade do seu irmão Pedro Afonso (Cláudio Marzo). Mas tanto este como a sua pérfida esposa Altiva (Eva Wilma), recusam-se terminantemente a que alguém da mais rica família de Greenville se case com um simples peão e fazem tudo para afastar os dois amantes. Eulália engravida e dá a luz Helena, e anos depois o casal é reunido. Mas a felicidade dura pouco pois Eulália e Zé Leandro morrem num acidente de barco e Helena fica a viver com os tios, não sem antes ter aprendido com o seu pai o valor da terra.


Entretanto, Teobaldo Faruk (José Mayer), outro pretendente de Eulália rejeitado pelos Mendonça de Albuquerque, apercebendo-se das dívidas de jogo de Pedro que ameaçam arruinar a sua família, põe em marcha a sua vingança. Compra todos os bens dos Mendonça de Albuquerque e permite que eles vivam mantendo as aparências, mas em contrapartida terão de aceitar que ele case com Helena.
Helena vai estudar para Inglaterra, mas quando regressa, revela-se uma mulher determinada e indomável, que se recusa a ser apenas uma peça neste jogo de interesses. Como prometido, Helena casa-se com Teobaldo, mas recusa-se a consumar a união. Mas com o tempo, surge uma atracção mútua entre ambos, embora os dois sejam orgulhosos demais para o admitir. Conseguirão estes dois indomados deixar-se domar por amor?


Entretanto Altiva continua a fazer jus ao nome, achando-se superior a toda a gente e infernizando a vida de quem se mete com ela. A única que lhe consegue fazer alguma frente é a criada Florência (Neuza Borges), que sabe do seu segredo: Altiva é mãe de Artémio (Marcos Frota), um rapaz aparentemente acolhido por caridade pelos Mendonça de Albuquerque mas que na verdade resultou de um malvado esquema dela para separar a sua irmã Santinha (Eliane Girardi) de Richard (Flávio Galvão), o dono do British Club, a casa de jogo local. Invejosa do amor deles, Altiva seduziu Richard e acabou por engravidar de Artémio, a quem sempre renegou e maltrata sempre que pode.


Uma das minhas personagens preferidas era Scarlet Mackenzie Pitangui (Luiza Tomé), a primeira dama da cidade. Sob uma aparência de uma dondoca fútil, é na verdade uma mulher inteligente, ou não fosse a única a pôr na linha o seu pai Pitágoras (Ary Fontoura), um político corrupto e principal cúmplice de Altiva, e o seu marido Ypiranga (Paulo Betti), o prefeito da cidade, cheio de ideias megalómanas e estapafúrdias. Scarlet também é uma mulher fogosa e ninfomaníaca, sempre louca para "nanar" com o marido.

A inimiga fidagal do prefeito é juíza Mirandinha (Betty Faria) que é quem trava os seus projectos loucos. A juíza acabará por não resistir aos avanços do seu assistente Egídio (Licurgo Spínola), um homem mais novo. O filho de Mirandinha, Felipe (Matheus Rocha), não aprova a relação, mas também ele vive um romance proibido pois namora Carolaine (Nívea Stelman), filha de Ypiranga e Scarlet.


Entre outras personagens, há que destacar Zenilda (Renata Sorrah), a dona da Casa de Campo, o prostíbulo local, que chama as suas meninas de Camélias; Dinorah (Carla Marins), a prostituta que sonha em casar de véu e grinalda; Dorothy (Flávia Alessandra) a tímida irmã de Scarlet por quem Artémio se apaixona; o delegado Motinha (José de Abreu), que numa das cenas mais famosas da novela, cai num buraco da praça empurrado por Altiva e regressa casado com uma japonesa, pois foi até ao Japão que ele foi parar na queda do buraco; e Emanuel (Selton Mello), o filho de Teobaldo, que parece sofrer de problemas mentais mas que se revela ser uma figura angelical que influenciará a vida de muitas personagens. Um dos mistérios da novela foi sobre quem era o Cadeirudo uma figura estranha que perseguia as mulheres em noite de lua cheia. Veio-se a descobrir no último episódio que era a beata Lurdes Maria (Sônia de Paula), que assim punia as mulheres que saíam sozinhas à noite. 


Mais uma vez, a fórmula de Aguinaldo Silva resultou e "A Indomada" conquistou o público em ambos os lado do Atlântico. Por exemplo, eu ouvia pessoas a começar frases com "Well...", tal como fazia Altiva ou a dizer que qualquer coisa era um "must", como repetia amiúde Scarlett. Todo o elenco deu óptima conta do recado, mas sem dúvida que quem brilhou mais foi Eva Wilma, cuja sua Altiva tornou-se uma das memoráveis vilãs da teledramaturgia brasileira. Numa altura onde a controversa telenovela "Xica da Silva" também era exibida em Portugal, "A Indomada" também teve a sua dose de sexo e sensualidade, mas de forma mais subtil e romântica. Por exemplo, sempre que um par romântico fazia amor pela primeira vez, surgiam duas luas cheias no céu que só eles os dois podiam ver.

Ainda uma nota sobre as referências a outras telenovelas de Aguinaldo Silva em "A Indomada". Não só Greenville era localizada entre Serro Azul (localidade referida também em "Pedra Sobre Pedra") e Tubiacanga (onde passava a acção de "Fera Ferida"), como Lima Duarte fez uma breve aparição como Murilo Pontes, a sua personagem de "Pedra Sobre Pedra". 

De referir por fim que, tal como em Isadora Ribeiro em "Tieta", a modelo que surge no genérico de "A Indomada" também faria carreira como actriz de telenovelas. Tratava-se de Maria Fernanda Cândido, que no genérico, transformava-se nos quatro elementos para ultrapassar obstáculos e que anos mais tarde, seria a revelação da telenovela "Terra Nostra".

Genérico:



  

    

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...