terça-feira, 19 de março de 2013

Pet Shop Boys (2.ª parte - Anos 90)

por Paulo Neto




Eis-nos chegados à segunda parte do cromo sobre os Pet Shop Boys, um dos projectos mais inovadores e duradouros da música pop. Esta parte analisará os seus maiores êxitos da década de 90, com algumas referências ao seus repertório do século XXI.

 

Os Pet Shop Boys abrem os anos 90 com o álbum "Behaviour", que forneceu duas faixas que depressa se tornaram favoritas dos fãs. Provando mais uma vez a sua inovação, o duo lançou um mash-up numa altura onde nem sequer existia esse termo e mais de uma década antes da fusão de dois temas conhecidos se tornasse algo comum e popularizado. "Where The Streets Have No Name (Can't Take My Eyes Off Of You)" misturava o célebre hit dos U2 com o tema de 1967 de Frankie Valli (embora a faixa seja sobretudo influenciada pela versão disco de 1981 dos Boys Town Gang). Segundo Neil Tennant, o plano inicial era fazer uma versão dançável do tema dos U2 mas ele descobriu algumas semelhanças com a melodia de "Can't Take My Eyes Off Of You" e o duo decidiu misturar as duas canções. Consta que inicialmente os U2 não gostaram lá muito da versão, mas entretanto entenderam-se.

 

Também de "Behaviour" foi retirado "Being Boring", aquela que será provavelmente a minha canção preferida dos Pet Shop Boys. Neil Tennant himself também é categórico em afirmar que é uma das melhores musicas que ele e Chris  Lowe fizeram. Embora a inspiração seja algo triste (um amigo de infância de Tennant que morreu de SIDA), é uma daquelas canções que parecem tornar tudo mais colorido e reconfortante. E creio que poucas canções sabem tão bem serem ouvidas em dias de grande calor, tal a sua frescura perpétua. E ainda hoje, quando vejo o videoclip, só tenho vontade de saltar lá para dentro e juntar-me àquela farra.


 

Em 1991, os PSB editam o seu primeiro álbum best of, "Discography", onde a par de todos os seus êxitos, foram incluídos dois temas inéditos, incluindo este "Was It Worth It?", um tema poderoso e altamente dançável, com um certo travo do revivalismo do disco-sound que se observou na década de 90.

 

Em 1993, os PSB somam um dos seus mais conhecidos hits com "Go West". Originalmente gravado em 1979 pelos Village People, a versão dos Pet Shop Boys é de longe a mais popular. A mescla de techno-pop com coros masculinos a lembrar os cânticos soviéticos (aliás o vídeo explora bastante a iconografia da U.R.S.S.) resultou na perfeições e não tardou a que desde então o tema tenha sido trauteado a plenos pulmões por multidões em vários sítios como estádios de futebol e celebrações estudantis. "Go West" vinha do álbum "Very", sem dúvida a fase mais croma do duo, pelo menos a julgar pelas roupas que usavam nos vídeos para os singles deste álbum. (Vide "Can You Forgive Her?" e "I Wouldn't Normally Do This Kind Of Thing")


 

1996, álbum "Bilingual", mais um grande hit para os PSB. Do álbum, que tinha assumidas influências latino-americanas, destacou-se "Se A Vida É (That's The Way Life Is)". Como o título indica, incluía umas quantas palavras em português e foi uma das canções que marcou o Verão desse ano e ainda hoje sabe muito bem ouvir na época estival. O vídeo (onde aparece uma então pouco conhecida Eva Mendes) é outro que também dá vontade de saltar lá para dentro. (Este álbum também incluía "Red Letter Day" que parece ser uma sequela de "Go West")


 

Os Pet Shop Boys fecham a década com o álbum "Nightlife" de 1999, do qual foi extraído aquele que é o último grande êxito do duo, "New York City Boy", um tema contagiante e claramente influenciado pelo disco-sound do refrão com vozes tipo Village People ao videoclip que recria toda a mística do lendário Studio 54. Neste álbum, Tennant e Lowe adoptaram mais uma imagem bizarra, como é visível neste videoclip mas sobretudo no do outro single "I Don't Know What You Want But I Can't Give It Anymore".

Embora sem reproduzir o sucesso massivo dos anos 80 e 90, os Pet Shop Boys continuaram altamente produtivos no século XXI tendo editado mais quatro álbuns de originais, dois álbuns best of e dois discos de remisturas. Um novo álbum já está na calha ainda para este ano, o primeiro fora da sua editora de sempre, a Parlophone. Também têm colaborado intensamente com outros artistas como Robbie Williams e remisturando temas de Madonna, Yoko Ono, Rammstein e Lady Gaga

Em jeito, de despedida fica o tema "Miracles" de 2003, um dos temas inéditos do álbum best of "PopArt", cujo vídeo foi filmado na Gare do Oriente em Lisboa e nas imediações do Parque das Nações, com os votos para que Neil Tennant e Chris Lowe continuem a fazer excelente música durantes muitos e bons anos.

   
   

Nota: Podem ver a primeira parte do artigo aqui:  Pet Shop Boys (1.ª parte - Anos 80).

Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...