quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

O Natal dos Hospitais (parte 4)

por Paulo Neto



A época natalícia tem as suas tradições e hoje cumpre-se mais uma delas com a RTP a transmitir mais uma edição do "Natal dos Hospitais". A Enciclopédia de Cromos já dedicou três textos a este lendário certame (Ver aqui: Parte 1 - Parte 2 - Parte 3). E após dois anos de interregno, eis que chega a quarta parte.

A primeira edição do "Natal dos Hospitais", iniciativa do "Diário de Notícias" e da RDP, teve lugar em 1944. Entre os artistas presentes estiveram, como se vê na foto em baixo, Vasco Santana e Mirita Casimiro (a eterna Maria Papoila), então casados.

Foto: Centro de Estudos Portugueses


Em 1989, Catarina Furtado era uma jovem de 17 anos, finalista da Escola de Dança do Conservatório Nacional. No Natal dos Hospitais desse ano, longe de se imaginar que iria apresentar futuras edições do programa na RTP, marcou presença num número de dança coreografado por Jorge Trincheiras, ao som de "Adestes Fidelis" na voz de Luciano Pavarotti. Catarina é a segunda a entrar em palco, dançando com outros colegas do seu curso: Alexandra Pinto, Carla Pereira, Liliana Mendonça, Jorge Mira e Sandra Rosado. Reconheci esta última, a ruiva, do filme "Rasganço". 




António Ferrão, mais conhecido como Toy, exibia em 1990 uma espectacular mullet. Aqui ele interpretou "Mais E Mais", o tema com que concorreu ao Festival da Canção desse ano, tendo ficado em terceiro lugar e recebido o prémio de Melhor Interpretação. 





No Natal dos Hospitais de 1990, alguns artistas não se limitaram a actuar em palco, alguns também tomaram algum tempo para visitar os utentes internados no hospital que acolhia o programa. Foi o caso dos Da Vinci que cantaram "Nasci Em Portugal" e ao mesmo tempo vêem-se imagens da visita do grupo à ala pediátrica. Já agora, reconheceram a cantora do coro, vestida de vermelho? É Maria João Silveira, que viria a ser apresentadora da RTP, nomeadamente dos "Jogos Sem Fronteiras" de 1998 e dos blocos de notícias da RTP África, passando por uma perninha na representação na telenovela "Ajuste De Contas". 




Por estes vídeos do Natal dos Hospitais de 1990, recordei uma particularidade da edição desse ano. Cada artista que subiu ao palco entregou um boneco ou um brinquedo a uma assistente vestida de enfermeira para depois ser entregue às crianças internadas no hospital.
Enquanto isso temos uma Ruth Marlene de somente 15 anos, quando ainda não tinha lançado a moda do pisca-pisca nem castigava os rapazes à estalada, a cantar que gostava muito de estudar e mostrar do que é capaz. 



Como se pode ver nos títulos do vídeo, o Natal dos Hospitais de 1990 teve lugar no dia 21 de Dezembro. E eu de facto, recordo-me que na minha infância e pré-adolescência, o programa ia a poucos dias da Consoada, mas desde algures no anos 90, que passou a ser transmitido ainda na primeira quinzena do mês. 
E agora passamos para a actuação de Lena D'Água, um nome que dispensa apresentações, com "Já Não Sou Quem Era", um tema do álbum "Tu Aqui" onde Lena gravou temas inéditos de António Variações. O projecto Humanos também gravaria este tema para o seu álbum de tributo a Variações, com a interpretação a cargo de David Fonseca.


De 1991, eis Fernando Mendes (quando ainda só vestia no máximo o tamanho L), numa rábula de sedução com Rosa Villa, provando que uma frase pode exprimir várias sensações.



E para terminar, como não podia deixar de ser, Herman José no seu avatar José Estebes, acompanhado por Ana Bola e Vítor de Sousa, a cantar o imortal "Vamos Lá Cambada". A certa altura, outros artistas também surgem no palco e Herman aproveita para cantar excertos de outras canções deles como "O Anel de Noivado" dos Trio Odemira e "Trocas Baldrocas" de Cândida Branca-Flor. 
 



Se gostou, Partilhe: »»

Save on Delicious

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...